Juliette revela que foi convidada a dublar personagem, mas foi rejeitada por conta de seu sotaque

A grande vencedora do BBB 21 diz que teve que engolir esse 'desaforo' com farinha

0

Juliette desabafou em live no Instagram, na última sexta-feira (10), sobre os comentários xenofóbicos à respeito de seu sotaque nordestino em publicidades. E, agora, ela também sofreu esse preconceito ao ser convidada a dublar uma personagem em um filme infantil.

Bárbara Evans alfineta após voltar ao peso de antes da gravidez: “Fiquem com essa”

A grande vencedora do BBB 21 diz que ficou emocionada ao ser convidada para a dublagem, mas logo esse sonho se tornou um pesadelo: “Eu nunca contei isso em lugar nenhum, mas eu fui convidada para fazer uma dublagem de um filme e eu fiquei muito feliz, muito emocionada, porque eu pensei assim: ‘Caramba, um filme, de projeção internacional e uma criança vai escutar o sotaque nordestino e eu vou ficar muito feliz se eu puder contribuir com isso’. Como vai ser bonito passar um filme e a criança identificar que o personagem fala igual. E eu fui muito feliz, muito emocionada”.

“Eu cheguei lá, a primeira coisa quando eu entro no estúdio, uma pessoa falou assim: ‘Ó, eu só queria te pedir uma coisa. Tem como você neutralizar um pouquinho teu sotaque?’. Velho…”, continuou ela, revelando que negou o pedido da mulher: “O termo ‘isso aí eu engulo com farinha’, é porque a gente já tão acostumado que pode vir, vem, a gente sabe que vai ter”.

Juliette fez o trabalho, mas sua versão foi engavetada

“Eu respondi assim: ‘Não tem como eu neutralizar meu sotaque, porque não existe sotaque neutro, não há um padrão. Eu não sou uma atriz, eu sou uma pessoa, eu tô na mídia pelo que eu sou, não por um papel que eu faço, então não preciso mudar meu sotaque, essa sou eu. Eu só estou aqui pelo meu sotaque e eu só acho importante e necessário estar no filme porque uma criança vai escutar e se sentir representada'”, continuou Juliette, que aceitou o trabalho para representar outras pessoas, especialmente àquelas com sotaques nordestinos.

Após realizar o trabalho de dublagem, no entanto, a ex-BBB se surpreendeu ao ver que sua versão foi engavetada e outra foi utilizada, com um “sotaque mais neutro”: “E simplesmente eu não fui pro filme, não foi a minha voz escolhida. Depois eu escutei, o filme saiu, e o filme era com um sotaque padrão. E só de falar eu fico tremendo. E eu fiquei muito, muito triste. Os meus amigos choraram, minhas amigas choraram, todo mundo ficou muito triste”.

“São coisas absurdas e que ninguém fala sobre isso, por que se não se vitimiza. Isso não é vitimizar”, finalizou.

 

Veja também: Filha de Claudia Rodrigues apoia namoro da mãe com Adriane Bonato, garante empresária

5/5 - (1 vote)

Sucesso na Internet:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.