Juíza é assassinada na frente dos filhos no RJ

O assassinato foi registrado em um vídeo que circula nas redes sociais e é investigado pela polícia. Na gravação, as meninas pedem para ele parar de golpear a juíza

5

Mais um fato de feminicídio foi registrado no Rio de Janeiro. Desta vez, a vítima foi uma a juíza Viviane Vieira do Amaral Arronenzi do Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro (TJ-RJ), que foi assassinada a facadas pelo seu ex-marido.

Leia também: Briga por instalação de película em carro termina com cliente morto

O crime aconteceu na Barra da Tijuca, localizada na Zona Oeste do Rio de Janeiro, no início da noite desta quinta-feira (24). De acordo com as informações preliminares da Polícia Civil, o autor do crime é o ex-marido dela, o engenheiro Paulo José Arronenzi.

O suspeito foi preso e levado para a Delegacia de Homicídios do Rio. De acordo com a polícia, a juíza foi esfaqueada na Avenida Rachel de Queiroz, na frente das três filhas do casal. O assassinato foi registrado em um vídeo que circula nas redes sociais e é investigado pela polícia. Na gravação, as meninas pedem para ele parar de golpear a juíza.

De acordo com a polícia, a juíza foi esfaqueada na Avenida Rachel de Queiroz, na frente das três filhas do casal.
De acordo com a polícia, a juíza foi esfaqueada na Avenida Rachel de Queiroz, na frente das três filhas do casal.

Juíza já registrou boletim contra o marido 

Segundo a Polícia Civil, em setembro deste ano, Viviane fez um registro de lesão corporal e ameaça contra o ex-marido, que foi enquadrado na Lei Maria da Penha. Durante um tempo, ela chegou a ter escolta, mas pediu para retirá-la posteriormente.

Avalie o Artigo:

Sucesso na Internet:

5 Comentários
  1. Elivanete Diz

    Tem é que matar um miserável desse,ele não teve Pena dela,vai ter pena dele? De jeito nenhum. Desgracado, depois ainda vai a júri. Isso aí não tem justificativa .

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.