Jovem que estava sumida é encontrada concretada em parede no litoral de SP

Joice desapareceu após ter ido visitar seu avô, sendo que a última informação que ela deu foi ao marido. Ela foi encontrada concretada em uma obra

0

Um caso chocante foi registrado na tarde de terça-feira (05) na cidade de São Vicente, no litoral de São Paulo. Por lá, a Polícia Civil localizou a jovem a Joice Maria da Glória Rodrigues, de 25 anos, morta e concretada em uma parede. De acordo com a família da vítima, ela estava desaparecida há mais de uma semana.

Joice desapareceu após ter ido visitar seu avô, sendo que a última informação que ela deu foi ao marido. Na ocasião, ela informou para o esposo que estava em um ponto de ônibus. Desde então, se passaram oito dias e nenhuma notícia da jovem, que acabou sendo encontrada morta de uma maneira desumana.

Suspeito preso

Depois de encontrar a vítima, concretada em uma parede, embaixo de uma escada, a polícia prendeu um suspeito do crime. O homem em questão é um pedreiro e tem 56 anos. Durante seu depoimento, ele afirmou que estrangulou a jovem com uma camisa e depois tentou esconder o corpo da jovem da forma já citada. Além dele, um outro suspeito também foi detido.

Joice desapareceu após ter ido visitar seu avô, sendo que a última informação que ela deu foi ao marido. Ela foi encontrada concretada em uma obra.
Joice desapareceu após ter ido visitar seu avô, sendo que a última informação que ela deu foi ao marido. Ela foi encontrada concretada em uma obra. (Foto: reprodução)

Corpo da jovem encontrado

O corpo de Joice foi encontrado porque, durante as investigações sobre o desaparecimento da moça, a polícia já havia chegado até o pedreiro que, em um primeiro depoimento, havia dito que tinha mantido relações sexuais com Joice e também usado drogas.

Ainda durante sua primeira oitiva, ele afirmou que a jovem parava no local esporadicamente para falar com ele, mas que não sabia onde ela poderia estar. Durante uma vistoria na obra onde ele estava trabalhando, os agentes encontraram uma sacola de calcinhas e também vários pinos usados para guardar cocaína.

Em outro momento, o proprietário da obra também foi chamado para depor – ele não é suspeito. Na ocasião, ele foi questionado sobre áreas recém concretadas ou frescas existentes na obra. Após a pergunta, ele acabou descobrindo que, no banheiro do piso térreo, embaixo da escada, o pedreiro havia fechado um vão com um acabamento mal feito.

Por conta disso, ele quebrou o local e, logo na sequência, conseguiu sentir um cheiro forte: a mulher estava lá dentro, já em estágio avançado de decomposição. Ao chegarem no local, os policiais encontraram a jovem nua e com uma camiseta preta enrolada ao pescoço.

Após isso, o pedreiro foi abordado em sua casa e preso em flagrante pelo crime de ocultação de cadáver. O outro preso, de 35 anos, também confessou participação do crime e está preso. Até o momento, ainda não há informação sobre o que poderia ter motivado o crime.

Leia também: Ex-cantor é denunciado pela esposa, que diz ter sido agredida por ele

Veja Também:

Está "bombando" na Internet:

Acesse www.pensarcursos.com.br
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.