Jovem é preso suspeito de planejar ataque a escola em SP

Até o momento, a identidade do suspeito não foi revelada. No entanto, sabe-se que o jovem estava incentivando outros jovens a participarem dos atos criminosos

5

Agentes da Polícia Civil de São Paulo prenderam um jovem, de 19 anos, que planejava ataques e atos de violência contra escolas na cidade. De acordo com a entidade, o acusado foi capturado nesta segunda-feira (10), na Zona Sul da capital.

Homem mata seis e se suicida durante festa de aniversário nos EUA

Até o momento, a identidade do suspeito não foi revelada. No entanto, sabe-se que o jovem vinha sendo monitorado pelos policiais e, nesse sentido, as investigações apontaram que ele estava incentivando outros jovens a participarem dos atos criminosos. No local onde ele foi detido, na casa de um tio, os agentes da Polícia Civil apreenderam um celular, que será periciado.

Polícia quer prender outros suspeitos 

Agora, as investigações continuam também no intuito de identificar outros envolvidos nos planejamentos dos crimes. Conforme revelou a Polícia Civil, a prisão desta segunda foi realizada após trabalho do Departamento de Inteligência da entidade, do Departamento Estadual de Investigações Criminais (DEIC) de São Bernardo do Campo e também da 2ª Divisão de Crimes Cibernéticos (DCCIBER).

Até o momento, a identidade do suspeito não foi revelada. No entanto, sabe-se que o jovem estava incentivando outros jovens a participarem dos atos criminosos
Até o momento, a identidade do suspeito não foi revelada. No entanto, sabe-se que o jovem estava incentivando outros jovens a participarem dos atos criminosos. (Foto: reprodução)

Ataque em SC

A prisão do jovem em São Paulo acontece seis dias após o ataque a uma creche de Saudades, em Santa Catarina. Na ocasião, o criminoso Fabiano Kipper Mai, de 18 anos, invadiu o local e, usando um facão, matou duas funcionárias (professora e agente de educação) e mais três crianças.

Logo depois do crime, o jovem ainda tentou se matar, usando o próprio facão. No entanto, acabou sendo resgatado e permanece internado, com a saúde estável, e pode voltar a falar nos próximos dias, pois será realizada a remoção de um dreno torácico.

De acordo com a polícia de Santa Catarina, a expectativa é de que, assim que ele tiver alta, os investigadores poderão ouvi-lo. Após a oitiva, ele será encaminhado para uma unidade prisional, que ainda não foi definida. Por meio da análise do computador apreendido na casa dele, a polícia investiga se ele agiu com cúmplices.

Leia também: Estudante é condenado por racismo após dizer que brancos não deveriam se misturar

Veja Também:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.