Jovem de 18 anos encontrada sem roupa morreu por traumatismo craniano

Jennifer Eduarda da Cruz Blimblem, de 18 anos, foi encontrada sem roupa às margens de uma estrada na área rural

0

A Polícia Civil continua investigando a morte da jovem Jennifer Blimblem, de 19 anos, que foi encontrada no fim de setembro sem roupa e às margens de uma estrada na área rural da cidade Avaré, em São Paulo. Nesta quarta-feira (13), a corporação revelou que o laudo necroscópico apontou que a garota morreu por traumatismo cranioencefálico.

Segundo Fabiano Ferreira da Silva, delegado à frente do caso, o laudo do Instituto Médico Legal (IML) também analisou as perfurações encontradas no peito e abdômen da vítima.

Todavia, informou ele, não foi possível concluir se as perfurações foram causadas por pessoas, algum objeto ou animais necrófagos, que se alimentam de cadáveres, pois o corpo da jovem foi encontrado em um estado avançado de decomposição.

Para Fabiano, o laudo necroscópico vai ajuda a polícia nas diligências, que hoje seguem uma linha de investigação que afirma que Jennifer teria se encontrado com alguém no período em que esteve desaparecida.

Nesse sentido, revelou o delegado, a Polícia Civil já está analisando as câmeras de segurança dos locais que podem ter sido transitados pela jovem, além de ter ouvido testemunhas que podem contribuir com as investigações.

Jennifer Eduarda da Cruz Blimblem, de 18 anos, que foi encontrada sem roupa às margens de uma estrada na área rural.
 Jennifer Eduarda da Cruz Blimblem, de 18 anos, foi encontrada sem roupa às margens de uma estrada na área rural. (Foto: reprodução)

Jovem costumava sumir

Assim como publicou o Brasil123, Jennifer foi vista pela última vez no dia 24 de setembro. Quatro dias depois, a família da garota foi à polícia e registrou um boletim de ocorrência de desaparecimento.

Segundo Fabiano, a família demorou para registrar o sumiço da filha porque a jovem tinha histórico de desaparecimentos. “Não foi a primeira vez que ela deixou a casa da família. Em outras duas oportunidades já foram registrados boletins de ocorrência de desaparecimento dela, só que ela voltou”, explicou.

Todavia, passados dois dias, o corpo da jovem foi encontrado em um estado avançado de decomposição. De acordo com o delegado, Jeniffer foi encontrada em condições desumanas. Isso porque, segundo ele, a jovem estava sem roupas, em estado avançado de decomposição e com várias perfurações no peito e abdômen. No lugar em que ela foi encontrada, a perícia encontrou roupas e também mechas de cabelo da vítima.

Hoje, o caso está sendo tratado como homicídio e está sendo investigado pela Delegacia de Investigações Gerais (DIG) de Avaré. Além disso, as equipes também apuram se Jennifer foi vítima de abuso sexual e, até esta quarta-feira (13), nenhum suspeito tinha sido identificado ou preso.

Leia também: Vereadores são frequentemente ameaçados em Duque de Caxias, diz presidente da Câmara Municipal

Veja Também:

Está "bombando" na Internet:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.