Jovem Aprendiz: vale a pena aderir ao programa?

0

Se você é responsável por algum jovem ou é dono de alguma empresa, provavelmente já ouviu falar do programa Jovem Aprendiz. No Brasil, ele é visto como uma grande oportunidade de empregos, unindo a experiência de empresários com a energia de jovens trabalhadores do Brasil. Atualmente, médias e grandes empresas precisam contratar esses jovens, mas a maioria das empresas podem fazer isso, contando com o incentivo do Governo Federal.

Por isso, hoje vamos falar do programa Jovem Aprendiz e mostrar as vantagens e desvantagens para quem trabalha e também para quem emprega essas pessoas. No Brasil, a medida vem crescendo a cada ano e dá reconhecimento às empresas.

Jovem Aprendiz é bom para quem trabalha?

O Jovem Aprendiz é voltado para o público adolescente, que começa na fase de procurar um novo emprego. Normalmente, a carteira assinada preza pelas pessoas com mais experiência e conhecimento na área. Por isso, o programa dá vantagens às empresas quando elas contratam jovens para trabalhar. Para os jovens, conseguir um emprego fica mais fácil.

Se você está pensando em entrar no Jovem Aprendiz ou pensa em colocar o seu filho para trabalhar em alguma empresa nessa modalidade, a dica é tomar cuidado com o setor de trabalho. Isso porque o programa é voltado para pessoas de 14 a 24 anos, que estejam em fase de estudo no ensino fundamental ou médio, ou que já tenham finalizado o ensino médio. O objetivo é inserir esses jovens no mercado de trabalho. Na prática, eles têm direitos trabalhistas garantidos, como férias remuneradas, 13º salário, entre outros.

Por conta disso, é preciso que você busque áreas de atuação que não exijam muito esforço físico ou que sejam perigosos demais. Mesmo que isso esteja previsto em lei, muitas empresas podem não respeitar essa regra. Contudo, se ela for atendida, é sempre uma excelente ideia aderir ao Jovem Aprendiz. Isso porque ele desenvolve o menor no âmbito profissional, ao passo que exige que ele esteja nos estudos.

Jovem Aprendiz
Foto: Reprodução

É bom para a empresa?

Como falamos anteriormente, o Jovem Aprendiz dá diversos benefícios para a empresa. E isso não acontece em termos tributários, mas em termos de planejamento e qualidade dos trabalhadores a longo prazo. Isso porque o programa busca formas novos talentos no mercado de trabalho e você pode fazer isso de acordo com as suas necessidades.

Nesse caso, uma empresa que contrata um jovem de 16 anos pode desenvolver, nele, as habilidades que precisa para hoje, visando o futuro. Isso é mais fácil com jovens, dado que normalmente eles estão no seu primeiro emprego e não possuem muitas manias de empresas anteriores. Além disso, para a empresa ele pode representar um custo mais baixo, dado que eles têm direito a um salário mínimo e normalmente não receberão propostas de outras empresas com salários maiores.

Contudo, a principal vantagem do Jovem Aprendiz para a sua empresa é que você ajuda toda a sociedade. Isso porque o programa evita o trabalho infantil, insere novos talentos no mercado de trabalho e conta com a visão de um novo público, que tem novas ideias.

Avalie o Artigo:
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.