Jovem acusada de matar namorado com agulha de narguilé vira réu

O casal teve uma discussão sobre o que iriam comer e essa briga continuou quando chegaram na casa da jovem. A vítima foi atingida no coração

2

A justiça aceitou o pedido do Ministério Público de Goiás (MP-GO) e tornou réu, nesta segunda-feira (03), a jovem Nicole Maria Ferreira Costa, de 20 anos, acusada de ter matado seu namorado com um golpe de agulha de narguilé após uma briga por pastel de feira, em Aparecida de Goiânia, na Região Metropolitana de Goiás.

Ataque deixa 5 mortos e 3 feridos no Rio de Janeiro

A jovem foi denunciada, na semana passada, pela promotoria por homicídio duplamente qualificado, em razão de motivo fútil e por ter impossibilitado a defesa da vítima. À polícia, a jovem já havia confessado o crime, pelo qual responde em liberdade.

O casal teve uma discussão sobre o que iriam comer e essa briga continuou quando chegaram na casa da jovem. A vítima foi atingida no coração. (Foto: reprodução)

Conforme publicou à época o Brasil123, Adailton Gomes Abreu, de 24 anos, morreu em setembro do ano passado, na casa da namorada. Segundo Milton Marcolino, promotor de Justiça, no dia do crime, a jovem saiu com o namorado e com as duas irmãs dele para irem a uma feira comer pastel.

No local, os dois tiveram uma discussão sobre o que iriam comer e essa briga continuou quando chegaram na casa da jovem. No imóvel, ele foi atingido no coração, sem nenhuma chance de defesa.

De acordo com a investigação do caso, a agulha que teria sido usada para ferir o rapaz é utilizada para furar o alumínio que servia para sustentar o carvão e aquecer a essência de narguilé.

Eduardo Carvalho, delegado responsável pelo caso, à época do crime, afirmou que a vítima apresentava uma pequena perfuração no peito esquerdo.

“Havia uma perfuração no mamilo na vítima, causada no momento em que o casal discutia, por causa de um pastel de feira. Parece que eles saíram para comer esse pastel sem ela querer. Ela teria ficado nervosa e eles começaram a discutir. Parece que era uma relação muito imatura”, disse o delegado aos jornalistas.

No início, a polícia chegou a acreditar que Adailton Gomes tivesse morrido de causas naturais, pois a perfuração não causou grandes estragos. Todavia, exames posteriores mostraram que a morte ocorreu por conta da agulha.

A Polícia Civil havia concluído o inquérito em 24 de novembro do ano passado. Ao analisar o processo, o Ministério Público entendeu que era necessário o depoimento das irmãs do jovem morto, que foram ouvidas pelo delegado no último dia 22 de abril. No entanto, as irmãs da vítima estavam do lado de fora da casa quando o crime aconteceu.

De acordo com as informações, o juiz Leonardo Fleury Curado Dias aceitou a denúncia oferecida pelo MP-GO e deu um prazo de 10 dias para que a defesa da acusada se manifeste. Agora, caso ninguém se apresente, os autos serão encaminhados para a Defensoria Pública de Goiás.

Leia a matéria do caso: Jovem é suspeita de matar namorado com agulha de narguilé

Leia Também:

2 Comentários
  1. […] Jovem acusada de matar namorado com agulha de narguilé vira réu […]

  2. […] Jovem acusada de matar namorado com agulha de narguilé vira réu […]

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.