JBS dos EUA é multada por “não proteger funcionários na pandemia”

De acordo com as informações oficiais, a JBS terá que pagar algo em torno de 15 mil dólares. Mas a empresa pode recorrer da decisão

0

Os Estados Unidos condenaram a empresa JBS a pagar uma quantia de 15.615 dólares. O motivo: a empresa não estaria obedecendo as regras de proteção aos seus funcionários durante a pandemia do novo coronavírus.

A Administração de Segurança e Saúde Ocupacional tomou esta decisão. Na sigla em inglês, ela é chamada de OSHA. A OSHA decidiu que a empresa não estaria respeitando regras de isolamento social e de distribuição de máscaras, por exemplo.

Essa condenação acontece depois de vistorias na empresa de Greeley, que é portanto um condado que fica no estado do Colorado. Nos Estados Unidos, a JBS responde pelo nome de Swift Beef Company. Seja como for, é a mesma JBS Foods que comanda as filiais brasileiras.

O valor dessa condenação é o máximo permitido por lei. Ou seja, estamos falando de algo como uma grave infração por parte dos empregadores. Atualmente, a OSHA define uma série de medidas que precisam acontecer nas empresas dos Estados Unidos durante a pandemia do novo coronavírus.

Agora, a empresa tem até 15 dias para responder essa notificação. Isso contando a partir do dia que a empresa recebeu o documento. Isso foi precisamente portanto na última sexta-feira (11). A empresa ainda não se pronunciou.

JBS nos Estados Unidos

Seja como for, a empresa possui algumas opções. Ela pode pedir uma conferência informal com membros da OHSA. Ou ainda ela pode contestar essa decisão em um órgão independente de vigilância sanitária.

A situação no Brasil não é tão diferente. Dados recentes do Ministério Público do Trabalho mostram que frigoríficos da JBS são os que sofrem com mais multas em questões de coronavírus no país. Seja como for, a empresa afirma que segue todas as recomendações de saúde.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.