Japão comemora formatura de primeiro mestre em “Estudos Ninjas”

Homem passou dois anos estudando no novo mestrado dos Estudos Ninjas. Mas professores alertam que é preciso mais teoria do que prática

0

Genichi Mitsuhashi. Anote este nome. Trata-se do primeiro homem do mundo a se tornar mestre em Estudos Ninjas. Ele se formou no primeiro curso de mestrado desse tipo do Japão. O país comemorou a formatura do agora ex-aluno.

Mitsuhashi se formou na Universidade Mie, que é portanto uma das mais respeitadas do país. Mas de acordo com os professores, a sua rotina nos últimos dois anos não foi nada fácil. Isso porque, o curso exigiu muito estudo e concentração.

Em um matéria publicada pela agência de notícias AFP, um dos professores de Mitsuhashi frisou que ele foi um grande aluno. Mas salientou que um mestrado deste tipo vai muito além da prática. De acordo com ele, os estudos teóricos são muito mais importantes.

Aos 45 anos de idade, Mitsuhashi teve que passar meses lendo uma série de documentos históricos e teorias sobre artes marciais do Japão. E não deve ter sido nada fácil estudar esse material. Isso porque o Japão é justamente o berço desse tipo de arte. Ou seja, trata-se de uma história milenar.

Estudos Ninjas

De acordo com o programa curricular do mestrado em Estudos Ninjas, o aluno teve que aprender a fazer uma variedade de coisas. Entre essas coisas, estavam o cultivo de vegetais, por exemplo. Além disso, ele treinava técnicas de artes marciais durante vários meses seguidos.

“Eu acabei aprendendo que ninjas trabalhavam como fazendeiros pela manhã e treinavam artes marciais à tarde”, disse Mitsuhachi em uma entrevista para a agência de notícias. Agora, ele afirma que vai passar os conhecimentos que adquiriu para outras pessoas.

O curso seguirá dando aulas pelos próximos anos. Mas a concorrência é um pouco grande. São apenas três vagas para cada ano. Estima-se que milhares de pessoas do mundo inteiro façam os pedidos em busca dessas três vagas.

Em entrevista para a AFP, um professor advertiu: “Recebemos muitos pedidos de outros países, mas eu preciso dizer uma coisa: é um curso para aprender sobre ninjas, não para se tornar um”, disse ele.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.