Israel está a ponto de convocar a sua 4ª eleição em menos de dois anos

Sem a aprovação do Orçamento pelo Parlamento, uma nova eleição será convocada. Crise política em Israel chama a atenção do mundo

1

Israel está a algumas horas de convocar uma nova eleição para a construção de um novo Governo. Se acontecer, será a quarta eleição para o cargo de primeiro-ministro em menos de dois anos. Esse é portanto um retrato da confusão política por lá.

Benjamin Netanyahu, do Likud e Benny Gantz, do Azul e Branco, se enfrentaram nas últimas três disputas. Em comum: todas elas terminaram sem um resultado claro. Na última eles decidiram parar as disputas e chegar a um acordo.

O acordo aconteceu. Netanyahu ficaria na liderança pelos três anos iniciais e Gantz nos três anos finais. Mas há um ponto em toda essa história. Isso porque o Governo precisa aprovar o Orçamento para os anos seguintes. Isso ainda não aconteceu.

Para piorar a situação, esse prazo acaba às 00h desta terça-feira (22). Por isso estamos dizendo que o país está a algumas horas de convocar a quarta eleição em dois anos. Analistas afirmam que é quase impossível aprovar esse Orçamento nas próximas horas.

Netanyahu e Gantz tentaram adiar esse prazo e pediram essa prorrogação ao Parlamento. Mas eles receberam um não dos parlamentares. Assim, a tendência natural é que eles acabem se enfrentando novamente nas eleições que devem acontecer em março.

Eleições em Israel

A eleição em Israel acaba influenciando portanto uma série de questões de política internacional. Os Estados Unidos, que são historicamente amigos do país, não terão Donald Trump no cargo de presidente a partir de 2021.

Sabendo disso, Netanyahu foi um dos primeiros líderes mundiais a parabenizar Joe Biden pela vitória nos Estados Unidos. O primeiro-ministro de Israel, aliás, passou os últimos anos em uma relação de muita proximidade com Donald Trump. 

Avalie o Artigo:

Sucesso na Internet:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.