Irmã de Dr. Jairinho afirma que ele mudou versão sobre morte de Henry

A irmã de Jairinho disse que o vereador apenas lhe disse que Henry passou mal. Por conta disso, eles o levaram para o hospital, mas ele acabou morrendo

3

Informações divulgadas nesta quinta-feira (15) revelam que a fisioterapeuta Thalita Fernandes Santos, de 42 anos, irmã de Dr. Jairinho, relatou à polícia, na quarta-feira (14), que o irmão mudou de versão com o surgimento de notícias sobre a morte do menino Henry Borel, de quatro anos.

Leia também: Mãe de Henry Borel procurou cursos de inglês e de culinária logo após enterro do filho

Segundo uma reportagem veiculada pela Rede Globo, Thalita disse que Dr Jairinho não falou, na primeira vez, que o menino Henry Borel havia morrido ao cair da cama. Isso porque, segundo ela, o suspeito teria afirmado que o garoto tinha passado mal. Todavia, com a divulgação dos laudos técnicos da perícia, ele acabou mudando sua versão.

No depoimento, consta que a irmã de Jairinho disse que o vereador apenas lhe contou que Henry passou mal. Por conta disso, eles o levaram para o hospital, mas ele acabou morrendo.

No entanto, depois, quando o conteúdo do laudo de exame de necropsia veio a público pela imprensa, Jairinho lhe disse que acredita que tenha sido uma queda, afirmando ainda que estava dormindo e que não sabia ao certo o que aconteceu.

Irmã disse que não sabia das agressões 

Ainda no depoimento, Thalita Fernandes negou que tenha sido informada pela babá de Henry, Thayná Ferreira, que o irmão batia no menino. O questionamento aconteceu porque, em seu depoimento, a babá disse que contou à Thalita que a criança era agredida.

Na ocasião, afirmou a babá, a irmã de Jairinho a interrompeu e disse que ela não seria a juíza do caso de seu irmão. No depoimento, Thalita disse que, em nenhum momento, soube de relato de agressões praticadas por Jairinho contra qualquer criança e nem que o irmão tenha ficado trancado com Henry em seu quarto – diferente do relato feito pela babá da criança, Thayná Ferreira.

Relembre o caso de Henry

Henry Borel morreu no dia 8 de março, no apartamento em que morava com sua mãe e seu padrasto, na Barra da Tijuca, no Rio de Janeiro. De acordo com o laudo de necropsia do Instituto Médico-Legal (IML), o menino sofreu 23 ferimentos pelo corpo.

A causa da morte foi “hemorragia interna e laceração hepática”. A criança sofreu lesões hemorrágicas na cabeça, lesões no nariz, hematomas no punho e abdômen, contusões no rim e nos pulmões, além de hemorragia interna e rompimento do fígado.

Leia também: Babá admite ter presenciado três agressões de Dr. Jairinho contra Henry

Leia Também:

3 Comentários
  1. […] Irmã de Dr. Jairinho afirma que ele mudou versão sobre morte de Henry […]

  2. […] Irmã de Dr. Jairinho afirma que ele mudou versão sobre morte de Henry […]

  3. […] Leia também: Irmã de Dr. Jairinho afirma que ele mudou versão sobre morte de Henry […]

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.