Irã emite mandado de prisão de Donald Trump por terrorismo, diz agência

De acordo com agência de notícias do Irã, mandado seria pelo assassinato do general Qassem Suleimani no início do ano

0

O Irã pediu oficialmente a prisão de 35 pessoas pelo assassinato do general Qassem Suleimani no início deste ano. Entre essas 35 pessoas está ninguém menos do que Donald Trump, o presidente dos Estados Unidos. Para isso, os iranianos pediram a ajuda da Interpol.

A informação teria sido confirmada por um promotor de Teerã, Ali Alqasi Mehr, ainda nesta segunda-feira (29). Ele teria dado uma entrevista para a agência de notícias iraniana, Fars. Trata-se de uma agência que tem fortes laços com o governo iraniano.

Alqasi confirmou a existência desse mandado em entrevista. “36 indivíduos envolvidos ou que ordenaram o assassinato de Qassem. Aliás, incluindo políticos e militares dos EUA e de outros governos, que foram identificados. Assim, oficiais judiciários emitiram mandados de prisão contra eles”, disse Mehr na entrevista para a agência.

Ainda de acordo com esse procurador, o Irã teria pedido ajuda da Interpol para realizar essa operação. A Interpol é a Organização Internacional de Polícia Criminal. Entre outras coisas, ela é responsável por fornecer suporte de investigação para aplicação da lei em todo o mundo.

Como a acusação do Irã é de terrorismo, logo a Interpol estaria dentro dessa lógica. Mas o fato é que até a publicação desta matéria, a instituição não tinha se manifestado sobre esta fala do procurador iraniano.

Mandado contra Trump

Pela lógica do procurador, Donald Trump estaria no topo dos acusados. Ainda de acordo com ele, o presidente dos Estados Unidos teria que cumprir seu julgamento logo depois que saísse da presidência.

Soleimani foi morto durante um bombardeio norte-americano em um aeroporto na capital do Iraque. Ele era considerado um dos generais mais importantes do país. Sua morte fez as tensões entre Estados Unidos e Irã aumentarem profundamente no início deste ano.

Tensões em torno de uma possível grande guerra cresceram. Mas essa história acabando esfriando.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.