IPO: conheça os riscos e benefícios desse investimento

O grande conselho dos analistas é estudar o mercado

2

A Initial Public Offering (termo em inglês para Oferta Pública Inicial), ou simplesmente IPO, é o momento em que uma empresa vende suas ações ao público pela primeira vez. E essa decisão é considerada pelo mercado como um divisor de águas para as companhias.

Aliás, IPO também recebe o nome de abertura de capital. Em resumo, isso quer dizer que os proprietários da empresa renunciam parte de sua propriedade na companhia para disponibilizá-la ao público em geral, transformando-os em acionistas.

É importante dizer que este investimento pode se transformar numa verdadeira dor de cabeça para quem não entende muito bem desse mundo. Mais especificamente, para quem nem sequer sabe que tipo de ações está comprando.

De acordo com analistas, o mais seguro para um investidor é comprar ações de empresas já listadas. Isso porque tais companhias tendem a ter um histórico robusto de seus números, além de se comunicarem melhor com o mercado como um todo.

Por outro lado, a IPO também pode oferecer boas oportunidades para interessados. Contudo, vale destacar que as chances de um bom investimento são bem mais raras na IPO do que envolvendo empresas listadas. Além disso, os interessados precisam estudar o cenário para ter um bom resultado.

A IPO é uma porta de entrada para empresas menores. Isso quer dizer que elas até podem ter um futuro promissor, com bom retorno e um grande potencial de crescimento, mas há muito risco e volatilidade em torno de seus papéis, sem contar no menor volume negociado nas bolsas de valores.

 

Estude antes de investir

Todo mundo deve ter em mente que se aventurar nos investimentos traz consigo um risco inerente desse universo. E no caso da IPO isso fica ainda mais evidenciado. Por isso, para não se ver numa situação de grande perda de dinheiro investido, há duas dicas para comprar ações envolvendo IPO.

A primeira, aconselhada por analistas, é buscar setores totalmente novos nas bolsas de valores. Ao mesmo tempo, o interessado deve fazer um levantamento das perspectivas desses setores, bem como da própria empresa (qual o lucro da companhia, suas vantagens competitivas e riscos do negócio).

O outro ponto gira em torno do valor das ações. Caso a IPO traga preços menores do que os oferecidos pelas concorrentes já listadas da companhia, esse pode ser um bom momento para comprar ações. E, para saber se o valor está barato mesmo, deve-se, mais uma vez, estudar o mercado.

 

Leia Mais: Reserva de ações da Caixa Seguridade segue até 26 de abril

Leia Também:

2 Comentários
  1. […] a Coinbase é uma das maiores plataformas de negociação de criptomoedas do mundo. Apenas com a Initial Public Offering (termo em inglês para Oferta Pública Inicial), a empresa arrecadou US$ 100 milhões em menos de […]

  2. […] uma das principais razões para o ótimo resultado veio de recursos com o IPO (termo em inglês para Oferta Pública Inicial) da unidade de mineração da CSN. Ao mesmo tempo, […]

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.