Investir em CDB é uma boa para 2021?

1

O CDB (Certificado de depósito bancário) é um dos investimentos mais tradicionais da renda fixa brasileira. Para 2021 os investimentos em renda fixa são tão importantes quanto para renda variável. Tudo vai depender do seu nível de risco. Nesse artigo vamos ver se investir em CDB é uma boa para 2021.

O CDB nunca saiu de moda

Mesmo com uma taxa de juro em 2% ao ano, o CDB não sai de moda. Existem vários bancos e demais instituições financeiras que oferecem CDB pagando 100% do DI, porém, esse produto é bom só para reserva financeira, não para investimentos de longo prazo.

Se o interesse é em aplicações de prazo maior, com vencimentos acima de 2 anos, então uma possibilidade são os CDB de bancos menores.

Bancos como o Inter, Indusval, BMG, Modal, entre outros oferecem CDB com rendimentos diferentes e muito bons.

Nesses CDB, é que sua carteira terá uma rentabilidade “fixa” é sempre em evolução, sem registrar grandes volatilidades.

Por isso que não é ruim investir em CDB de bancos menores. Com o intuito de entregar uma rentabilidade mais “previsível” o CDB de vencimento mais longo pode ser uma boa.

Hoje, só para ter uma ideia, existe CDB que paga;

  •         Porcentagem do DI
  •         IPCA mais taxa prefixada
  •         Juro prefixado

Você pode procurar por CDB que oferece uma dessas formas de rentabilidade e investir. Invista naquele CDB que lhe traz mais segurança.

Certificados possuem FGC até 250 mil reais

Outro fato que beneficia o investimento em CDB é o fundo garantidor de crédito (FGC). O FGC cobre os investimentos de até 250 mil reais por CPF e por instituição financeira.

Portanto, se você possui valores até essa quantia em algum banco, ou aplicado em um CDB, você estará protegido até o limite dos R$ 250 mil.

Ao ver que existem CDB com rendimentos interessantes e ainda contam com o FGC, investir em CDB em 2021 é uma boa sim.

Só um detalhe; por mais que haja o FGC para os CDB, confira se a intuição financeira que está emitindo o CDB faz parte do fundo antes de investir. Para isso, basta você acessar o site do FGC e conferir se a instituição é associada.

Mesmo contando com o FGC, faça uma análise a respeito da instituição financeira também. Evite bancos muito alavancados. Por mais que haja o FGC, ninguém gostaria de precisar do mesmo. Por isso, faça uma análise prévia e evite instituições de risco.

Avalie o Artigo:

Sucesso na Internet:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.