Intérprete de Dona Florinda se revolta com fim de Chaves no SBT: “Agressão às pessoas”

Florinda Meza também era casada com Roberto Bolãnos, o Chaves

0

Florinda Meza, viúva de Roberto Bolãnos, o criador e estrela de Chaves, se revoltou com o fim da exibição do seriado no SBT.

Após 36 anos no ar, SBT vai deixar de exibir Chaves

Em um post feito em suas redes sociais no sábado, dia 1, a atriz que interpretou Florinda na série, se mostrou indignada com a decisão da emissora Televisa de barra a exibição do programa.

Em seu comunicado, ela afirmou:

Qual a minha opinião sobre deixar de transmitir o programa Chaves? Ainda que eu não tenha nada a ver com isso, porque, inexplicavelmente, não fui convocada para as negociações, creio que agora, quando o mundo mais precisa de diversão, fazer isso é uma agressão às pessoas.

Ela criticou diretamente a Televisa, que repassa a série para as outras TVs mundo afora, como o SBT, afirmando que a decisão vai contra os interesses dela e de Roberto:

Além do mais, vai contra seus próprios interesses comerciais, porque, neste momento, queremos ver tudo que nos faça lembrar de um mundo que foi melhor. Chespirito já é um programa cultuado. É parte do DNA dos latinos, o levamos na memória genética. Pretender eliminá-lo do nada é uma medida pouco inteligente.

Em sua opinião, os executivos da Televisão estão tentando manchar a reputação de Roberto e que isso é um desrespeito ao público:

Pela primeira vez encontro uma razão para dizer ‘que bom que meu Roberto não está neste mundo’. Este ato incompreensível chuta sua memória e aquilo que ele mais respeitava: o público.

Florinda e Roberto se casaram em 2004 e ficaram juntos até a morte do intérprete de Chaves em 2014.

Confira, abaixo!

View this post on Instagram

¿Qué opino de que se deje de transmitir el programa Chespirito? Aunque no tengo nada que ver porque inexplicablemente no he sido convocada a las negociaciones, creo que justo ahora, cuando el mundo más necesita diversión, hacer eso es una agresión hacia la gente. Además, va en contra de sus propios intereses comerciales, porque en este momento queremos ver todo aquello que nos recuerde un mundo que fue mejor. Chespirito ya es un programa de culto. Es parte del ADN de los latinos, lo llevamos en la memoria genética. Pretender eliminarlo de tajo es una medida poco inteligente. Es triste comprobar cómo en tu propia casa, a la que le has dado millones de dólares, es dónde menos te valoran. Nunca pensé que me llegara a suceder, pero por primera vez encuentro una razón para decir ¡qué bueno que mi Rober no está en este mundo! Este acto incomprensible patea su recuerdo y lo que él más respetó: al público. Tal vez algunos ejecutivos sin visión lo quieren borrar, pero en el corazón y la memoria de los buenos que siempre lo han seguido, estará más vivo que nunca. ¿Verdad que sí? #quevuelvaChespirito #Chespiritoesnuestro #labonitavecindadvirtual

A post shared by Florinda Meza (@florindamezach1) on

Entenda a situação

Segundo o site Notícias da TV, a Televisa, emissora original de Chaves, avisou sobre a proibição de colocar os episódios no ar. Isso porque teriam um problema com o titular dos direitos da história.

Vale lembrar que o canal mexicano continua em pé de guerra com Grupo Chespirito, administrador do espólio de Bolaños e detentor intelectual das histórias e personagens.

Assim, o contrato que teria sido acertado verbalmente entre a emissora e o SBT para continuar a exibir as histórias de Chaves não é mais válido.

Lê-se o comunicado do SBT:

A exibição dos seriados Chaves, Chapolin e Chespirito estaria garantida até 31/7/2020, com possibilidade de renovação entre as partes, o que verbalmente havida sido confirmado. No entanto, a negativa em relação ao acordo com o grupo detentor de direitos intelectuais sobre as histórias, chegou há apenas poucos dias do fim do contrato. O SBT lamenta a decisão, principalmente em respeito ao seu público, que acompanha fielmente os seriados há tantos anos na emissora.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.