Internautas pressionam PT por acordo sobre Auxílio Emergencial na Câmara

Internautas estão pedindo para que o PT converse com candidato à presidência da Câmara para a criação ou manutenção do Auxílio

1

Internautas estão usando as redes sociais para pressionar o Partido dos Trabalhadores (PT) sobre o Auxílio Emergencial. O PT não está mais no governo, mas esses internautas defendem que o partido pressione sobre o tema na Câmara.

A pressão acontece justamente em um momento em que o partido está participando de uma reunião nesta segunda-feira (28) com o deputado Baleia Rossi, do MDB de São Paulo. Esse é portanto o candidato de Rodrigo Maia nas eleições para a presidência da Câmara.

Assim, esses internautas estão pedindo para que o PT peça a criação ou a manutenção do Auxílio Emergencial em 2021 em troca dos votos na eleição. Como se sabe, o presidente da Câmara tem o poder de colocar o país em uma espécie de período de calamidade.

E é justamente esse período de calamidade que acaba possibilitando a existência do Auxílio Emergencial. O PT lançou recentemente uma série de campanhas para a manutenção do benefício para 2021. Mas nenhuma dessas iniciativas funcionou de fato.

Reunião com o PT

Mas o partido não deve usar a reunião com Rossi para discutir o Auxílio Emergencial. De acordo com informações da imprensa, o partido deverá pedir mesmo é pela garantia de proporcionalidade na distribuição dos cargos da Mesa Diretora da Casa.

É que como o PT é o maior partido da Câmara, então é natural que ele se favoreça por esse sistema. Além disso, o partido tem uma motivação a mais para apoiar Baleia Rossi. É que eles querem derrotar o candidato de Jair Bolsonaro, que deve ser Arthur Lira, do PP.

Seja como for, uma ala do próprio PT está criticando essa possibilidade de apoio para Baleia. É que ele é de um dos partidos que ajudou a tirar o PT do poder em 2016, o MDB. Além disso, o próprio Baleia não parece gostar muito da ideia de uma manutenção do Auxílio Emergencial.

Avalie o Artigo:

Sucesso na Internet:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.