Internacional vive crise sem fim com três derrotas consecutivas no Brasileirão

Aliás, o clube gaúcho, que também sofre com os desfalques e limitações no elenco, está longe de fazer atuações convincentes de forma regular

0

O Internacional entrou em uma crise que parece não ter fim neste Campeonato Brasileiro e acumula três derrotas consecutivas na reta final.

Desta maneira, o Colorado compromete sua briga pela classificação à Copa Libertadores da América, pois está em oitavo lugar, com 47 pontos, já cinco atrás do G-6 e seis pontos atrás do Corinthians, que fecha o G-4, zona de classificação direta para a fase de grupos da Copa Libertadores da América.

Aliás, o clube gaúcho, que também sofre com os desfalques e limitações no elenco, está longe de fazer atuações convincentes de forma regular.

Logo, tem alguns ‘lapsos’ de boas atuações, como na vitória sobre o Grêmio, no clássico disputado no Beira-Rio, ou na vitória sobre o Athletico Paranaense, em casa, o último triunfo do Inter no campeonato.

Agora, com apenas mais três jogos pela frente, o Colorado precisa juntar os cacos, se reorganizar.

Com isso, tem que vencer as três partidas restantes e até torcer por uma eventual abertura de ‘G-7’ ou ‘G-8’ para sonhar com a vaga.

Assim, já neste próximo domingo (28), tem uma partida importante contra o Santos, a partir das 19h, no estádio Beira-Rio, em Porto Alegre, pela 36ª rodada.

Análise

Depois da partida contra o Fluminense, na derrota por 1 a 0 no estádio do Maracanã, o técnico Diego Aguirre lamentou o resultado, como não poderia ter sido diferente.

“Quando você planeja um jogo e imagina situações, mas no primeiro minuto há um pênalti totalmente involuntário, tudo muda. Parece que a escalação foi ruim, o time não jogou”, disse.

“Eles encontraram o pênalti e foi um golpe duro. Depois se fecharam atrás. Tentamos a todo momento, mas não conseguimos”, disse o treinador.

Depois, ainda disse que o episódio com o preparador físico Paulo Paixão, que se demitiu, não influenciou no resultado.

Na oportunidade, Paixão teve áudio vazado onde diz que o volante Boschilia é um ‘enganador’ e que o elenco precisa de reforços.

“A respeito do áudio, acho que não influenciou (na derrota para o Fluminense). Conversamos com os jogadores e acho que está tudo bem. Rapidamente tentamos focar no jogo, mas isso não foi nada que atrapalhou”, disse Aguirre.

Leia também: Técnico do Fluminense elogia atuação da torcida na vitória sobre o Internacional

Avalie o Artigo:

Está "bombando" na Internet:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.