INSS não descarta nova alteração na prova de vida. Veja o que mudaria

O INSS está discutindo a possibilidade de adiar mais uma vez a obrigatoriedade da prova de vida. Isso porque a pandemia ainda não acabou

0

O Instituto Nacional de Seguro Social (INSS) está discutindo neste momento a possibilidade de mudar mais uma vez as regras da prova de vida. A ideia que está na mesa é mais um adiamento da obrigatoriedade do processo. Tudo ainda por causa da pandemia do novo coronavírus.

A prova de vida é um processo de validação anual do benefício. Isso quer dizer que todos os anos o beneficiário precisa ir ao banco para comprovar que está vivo. Se não fizer isso, ele vai poder deixar de receber o benefício em questão.

Acontece que essa obrigatoriedade mudou em 2020. Por causa da pandemia, o INSS suspendeu essa obrigatoriedade. Isso aconteceu desde março de 2020. De lá para cá, o Instituto adiou portanto diversas outras vezes.

No final do ano passado, eles decidiram bater o martelo: o prazo acabava em janeiro. Assim, quem não fizesse a prova de vida até o final deste mês poderia perder o benefício em fevereiro. Na prática, é isso o que está valendo agora.

Mas como o vírus não combina nada com ninguém, nem costuma assinar contrato, a pandemia seguiu. E como os números de novos casos só aumentam, o INSS já passa a discutir uma nova prorrogação. De acordo com informações de bastidores da Folha de São Paulo, a chance de que isso vá acontecer é de cerca de 90%.

Prova de vida

Mas enquanto o INSS não fala sobre isso de maneira oficial, é importante seguir as regras atuais. Como dito, o que se tem de concreto agora é que os cancelamentos não estão acontecendo até janeiro deste ano.

Assim, se você deveria ter feito a sua prova de vida entre os meses de março e agora, está na hora de ficar atento. Isso porque você já vai poder perder o benefício em fevereiro. Seja como for, o mais prudente neste momento é aguardar a decisão do INSS sobre o tema.

Leia Também:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.