Inflação: O que é e por que acontece na economia?

0

A inflação é o índice mais conhecido pelos brasileiros, ela é usada e designada para explicar o preço de tudo, mas nem todo mundo sabe, exatamente o que ela é? Por que ela existe? E o que acontece na economia com ela?

Por isso, de uma maneira bem resumida, podemos dizer que a inflação é o índice que indica o aumento contínuo e generalizado dos preços de várias categorias de bens e serviços que são bastante importantes para o dia a dia das pessoas.

Dentro da economia, essa “cesta de produtos”, como é chama as categorias que envolvem alimentação, vestuário, habitação, transporte, saúde, educação e despesas pessoais, é totalmente influenciada pela inflação.

O que causa a inflação?

Não tem como explicar o que é inflação sem entender qual a sua causa. O índice pode ser de curto e longo prazo, aumentar em um único mês ou ser contínuo durante um ano. É preciso lembrar sempre que os movimentos da inflação são cíclicos dentro da economia, fazendo com que uma ação afete a outra, portanto, nem sempre uma variação inflacionária, pode ser isolada de outras. Para entender melhor, veja abaixo, algumas das causas que estão mais relacionadas a inflação de curto prazo.

Aumento da demanda

Quando há um número maior de pessoas querendo determinado produto em pouco tempo, o fornecimento desse item fica mais difícil de ser garantido, daí o termo quando dizem que a demanda é maior que a oferta. Nesse caso, o preço sobe, aumentando a inflação. Também pode acontecer inclusive, sobre o crédito, quando há poder de compra, e as pessoas estão gastando mais.

Aumento nos custos da produção

A inflação aparece também, quando a produção de um serviço ou produto fica mais cara. Quando esse custo aumenta, a produção costuma diminuir, e nessa oferta, os preços tendem a cair. Aqui vemos que existe inflação para ambos os casos.

Leia mais: Inflação para famílias de baixa renda ficou em 0,55% em agosto

Como a inflação afeta nosso bolso?

A inflação afeta na perda de valor do seu dinheiro, já que ela acompanha essas altas e baixas do mercado. Quando ela está muito alta, os preços ficam distorcidos, e por isso há essa dificuldade em acompanhar o que está acontecendo e o que está caro ou barato.

Quando há a hiperinflação, os preços podem subir todos os dias, e isso indica que com o tempo, a moeda também perde valor. A Selic, é a taxa básica de juros, e está diretamente ligada a inflação. portanto a sua variação afeta de forma direta, todos os aspectos econômicos, investimentos e rendimentos no país.

Leia Também:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.