Indicador de investimentos despenca 15,9% em janeiro, aponta Ipea

No entanto, Formação Bruta de Capital Fixo disparou 23,5% no trimestre móvel

0

O Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) divulgou os dados mais recentes de sua pesquisa sobre o indicador de investimentos no país. De acordo com o instituto, o Indicador Ipea Mensal de Formação Bruta de Capital Fixo (FBCF) de janeiro afundou 15,9% em relação a dezembro de 2020.

No entanto, na comparação com o mesmo período do ano passado, os investimentos cresceram 6,1% no Brasil. Da mesma forma, o FBCF registrou um aumento expressivo de 23,5% no trimestre móvel encerrado em janeiro.

Em resumo, o indicador FBCF mede os investimentos no aumento da capacidade produtiva da economia. Além disso, também indica a reposição da depreciação do estoque de capital fixo. Assim, ao analisar tais dados, a taxa acumulada nos últimos 12 meses passou de -0,8% para -1,3%.

 

Entenda o indicador FBCF

Segundo o Ipea, o indicador FBCF é composto por máquinas e equipamentos, construção civil e outros ativos fixos. Em suma, a produção de máquinas e equipamentos destinados ao mercado interno ficou praticamente estável em janeiro, com uma leve queda de -0,03%.

Ao mesmo tempo, a importação destes produtos teve um forte recuo de 40,5% no mesmo período. Da mesma forma, o consumo aparente de máquinas e equipamentos despencou em janeiro (37,1%). Contudo, encerrou o trimestre móvel com um crescimento expressivo de 53%.

O Ipea também mostrou que o indicador de construção civil teve leve queda em janeiro (-0,2%), após oito meses seguidos de alta. Dessa forma, o segmento acumulou um crescimento de 2,4% no trimestre móvel encerrado em janeiro, mas acumula retração de 1,3% nos últimos 12 meses.

Por fim, na comparação com janeiro do ano passado, os resultados alcançados em 2021 foram superiores. Assim, o segmento de máquinas e equipamentos liderou os ganhos, subindo 4,3% nessa base comparativa. Seguindo o mesmo movimento ascendente, também ficaram construção civil e outros ativos fixos, que avançaram, respectivamente, 3,18% e 1,8%.

 

Leia Mais: Demanda por bens industriais cai 1,2% em fevereiro, diz Ipea

Leia Também:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.