Incêndios no MS aumentam e atingem bioma

15% do Pantanal foi consumido em pouco tempo pelo fogo. Natureza e população local sofrem consequências

1

O agravamento dos incêndios florestais no Mato Grosso do Sul (SP) atingem o Pantanal há meses. Assim, atingiu, agora, biomas importantes. Como, por exemplo, do Cerrado e Mata Atlântica.

Senadores se mobilizam pelos incêndios. Veja!

Por exemplo, o senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP) enviou, na terça-feira (15/09), um ofício ao presidente do Tribunal de Contas da União (TCU), José Múcio Monteiro. Neste documento, ele pede auditoria urgente do Ministério do Meio Ambiente. No caso,  a fim de combater os incêndios alastrados na região.

De acordo com o senador, no começo de setembro, o monitoramento por satélites do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe) detectou 12.703 focos ativos de incêndios. Além disso, inúmeras frentes descontroladas. Para ele, isso evidencia a ineficiência da ação governamental.

“Considero pertinente esse Tribunal realizar uma auditoria. Em caráter emergencial, a fim de avaliar a atuação dos incêndios. Rodrigues ainda chama o fato de “tragédia ambiental”.

 

incêndios

 

Dados dos incêndios

Conforme dados do Centro Nacional de Prevenção e Combate aos Incêndios Florestais (Prevfogo), 15% do Pantanal já foi consumido em poucos meses. Assim, com preocupante perda de biodiversidade.

O Pantanal sofre a maior devastação de sua história. Cerca de 15% do seu território virou cinzas. Asim, uma área equivalente a 2,2 milhões de hectares. Especialistas, por exemplo, que os danos ao bioma podem ser irreversíveis.”, disse Humberto pelo Twitter.

Já o  governador do estado do MS, Reinaldo Azambuja, assinou na segunda-feira (14/09) um decreto. Neste, declarando situação de emergência ambiental em todo o Mato Grosso do Sul por causa dos incêndios.

“Nós que somos daqui sabemos que esse é um problema cíclico. Ano após ano, nessa época de seca, existe, realmente, a situação de incêndios – conforme estamos presenciando.”, declarou o senador Nelsinho Trad (PSD-MS).

 

incêndios

Críticas ao governo

Enquanto isso, parlamentares têm criticado a atuação do governo em relação aos incêndios. No caso, consideram inadequada e insuficiente.

“O Pantanal em chamas, animais resgatados com queimaduras. Completo descaso do governo com o meio ambiente. É absurdo, uma irresponsabilidade gritante. Não podemos aceitar esse crime contra a vida e contra as futuras gerações.”, lamentou o senador Fabiano Contarato (Rede-ES) via Twitter.

“Enquanto as plantas e os animais queimam como nunca no Pantanal e na Amazônia, o governo Bolsonaro segue brincando de publicar vídeo. Com informações falsas na internet. Além disso,  reduzindo a verba de combate aos incêndios e desmatamento.”, criticou Contarato.

“É assim que amanheceu Cuiabá hoje. Fumaça das queimadas no Pantanal cobre o céu da capital do Mato Grosso. Desesperador ver animais queimando vivos. Florestas desaparecendo e o governo federal calado e rindo.”, disseram alguns senadores.   

Além disso, o senador Paulo Rocha (PT-PA) condenou a atuação de Ricardo Salles (ministro atual do Meio Ambiente). “O bioma Pantanal é uma das regiões do mundo de maior biodiversidade. São mais de 4,7 mil espécies de plantas e animais. No entanto, o fogo está consumindo esse santuário da natureza. Graças à omissão do governo Bolsonaro.”, disse o senador Paulo Rocha  

incêndios 3

 

 

 

Fonte: Agência Senado
1 comentário
  1. […] o fogo que está consumindo a região do Pantanal na última semana? Ao menos uma parte dele pode ter sido obra proposital de fazendeiros do local. De acordo com a […]

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.