Idoso de 76 anos é suspeito de atirar na filha após discussão

De acordo com a Polícia Civil, a vítima levou dois tiros e foi encaminhada em estado grave para a Santa Casa de Aparecida

1

O idoso João Batista Magranerde, de 76 anos, é suspeito de atirar na própria filha, Melina Teresa Vaz Magraner, de 36 anos, que é advogada, assim como o pai. De acordo com as informações, o fato foi registrado na noite de ontem, sábado (26), após uma discussão na casa do acusado, em Aparecida (SP).

Leia também: Governo repudia atos de feminicídio no fim do ano

Segundo a Polícia Civil, a vítima levou dois tiros e foi encaminhada em estado grave para a Santa Casa de Aparecida. Já o advogado, fugiu do local e segue foragido. No boletim de ocorrência consta que a Polícia Militar (PM) foi acionada após um disparo de arma de fogo na região central de Aparecida.

idoso
O idoso fugiu do local após atirar na própria filha e ainda segue foragido. (Foto: reprodução)

Quando chegaram no local, os agentes encontraram o Corpo de Bombeiros realizando os primeiros socorros em Melina Teresa, que levou um tiro na cabeça e outro no pescoço. À polícia, a mãe da vítima revelou que estava na residência. Em estado de choque, ela afirmou para os agentes que estava na parte superior da casa quando ouviu uma discussão e um barulho.

Quando desceu, ela encontrou a filha ferida, mas não encontrou o marido, que neste momento, já havia fugido. De acordo com a polícia, a vítima passou por cirurgia, mas ainda não há notícias sobre o seu estado de saúde.

Idoso continua foragido 

Em nota, a Secretaria de Segurança Pública de São Paulo (SSP-SP) informou que a arma usada no crime foi apreendida no local e que exames ao Instituto de Criminalística e ao Instituto Médico Legal foram requisitados.

Ainda de acordo com a secretaria, a PM fez buscas na região, mas não encontrou o advogado. O caso foi registrado pela Delegacia de Aparecida, que vai investigar o caso.

Avalie o Artigo:

Sucesso na Internet:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.