Ibovespa sobe hoje (14) e alcança maior nível em quase dois meses

Otimismo exterior impulsiona índice em meio aos riscos internos

1

O principal índice acionário da bolsa de valores brasileira subiu 0,84% nesta quarta-feira (14). Com o resultado, o Ibovespa encerrou o pregão aos 120.294 pontos. A saber, esse é o maior nível do índice desde 17 de fevereiro, quando fechou o dia aos 120.355 pontos, ou seja, há quase dois meses.

O que impulsionou mais uma vez o Ibovespa foi o otimismo externo, especialmente vindo dos Estados Unidos. Isso porque a expectativa de crescimento da economia americana está alta, mas também a de inflação, e isso até poderia preocupar os mercados globais.

No entanto, o Federal Reserve (Fed), o banco central dos EUA, afirmou que não irá retirar de imediato os estímulos disponibilizados. Muitos temiam uma elevação de juros com a alta da inflação e a melhora do mercado de trabalho, mas a entidade financeira continua afirmando que isso não ocorrerá por enquanto.

Isso acabou aumentando os ânimos dos investidores, que tiraram o dia para buscar ativos de risco, caso do Brasil. Contudo, o cenário doméstico não estimula ninguém a comprar. Pelo contrário, preocupa e limita os avanços diários da bolsa brasileira.

Em resumo, a novela do Orçamento da União para 2021 continua. O presidente Jair Bolsonaro ainda não decidiu se assinará o texto aprovado. Caso isso ocorra, ele irá trair a Lei de Responsabilidade Fiscal devido ao furo do teto de gastos públicos, o que pode levá-lo a um processo de impeachment.

Por outro lado, se ele rejeitar o Orçamento, trairá a sua própria base de apoio no Congresso Nacional. E isso também pode se virar contra ele, ainda mais agora, com a Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) que irá apurar as ações do governo federal no combate à pandemia da Covid-19 no país.

Setor de commodities avançam no dia

O Ibovespa fechou a sessão com 40 de suas 82 ações no azul. E, dentre os ganhos do dia, os mais expressivos vieram de: Marfrig ON (5,54%), CVC ON (5,36%), Usiminas PNA (4,21%), Minerva ON (3,86%) e Vale ON (3,30%).

O destaque do dia, mais uma vez, ficou com o setor de commodities. Com o avanço da vacinação, diversos países se preparam para uma retomada econômica, direcionando seus estímulos na infraestrutura do país, como os Estados Unidos.

Por isso, o minério de ferro segue em alta, e deve continuar assim por algum tempo, visto que há déficit de oferta. Além disso, o petróleo também disparou no dia, puxando as ações da Petrobras e da PetroRio pra cima. As siderúrgicas também se beneficiaram com a expectativa de alta do preço do aço no Brasil.

Em contrapartida, as maiores quedas do dia foram de: Cogna ON (-4,62%), SulAmérica unit (-3,44%), Iguatemi ON (-3,18%), Lojas Americanas ON (-3,16%) e Eneva ON (-2,80%). No entanto, esses recuos não conseguiram derrubar o Ibovespa, que encerrou o pregão no azul.

Leia Mais: Banco Safra fecha 2020 com um lucro líquido de R$ 2 bilhões

Leia Também:

1 comentário
  1. […] Leia Mais: Ibovespa sobe hoje (14) e alcança maior valor em quase dois meses […]

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.