Ibovespa sobe 0,09% nesta quinta (26) e mantém sequência de altas na semana

O índice acumula um expressivo avanço de 17,32% em novembro

1

O Ibovespa, principal índice acionário da bolsa brasileira, segue imparável. Nesta quinta-feira, dia 27, o indicador subiu mais uma vez. Aliás, o último recuo aconteceu na última sexta. Ou seja, há uma semana. A saber, a alta foi super tímida, de 0,09%, mas suficiente para manter o índice acima dos 110 mil pontos. 

Em resumo, a entrada de capital estrangeiro tem funcionado como o principal motor do Ibovespa há semanas. E isso vem acontecendo, pois os investidores externos buscam valores menores nas ações dos mercados emergentes, como o Brasil. Além disso, a sensação de riscos aparentemente está em nível descendente, graças à eleição de Joe Biden à presidência dos Estados Unidos e aos anúncios sobre vacinas contra a Covid-19. 

Contudo, um dos feriados mais importantes dos EUA, o Dia de Ação de Graças, aconteceu nesta quinta, e os mercados financeiros de lá ficaram fechados durante o dia. Dessa forma, houve uma diminuição da liquidez global, pois as gigantes bolsas americanas negociaram baixos volumes num dia em que praticamente todo o país para. 

Ao mesmo tempo, aqui no Brasil, o fato de mais repercussão foi a aparente irritação do ministro da Economia, Paulo Guedes, em relação às declarações do presidente do Banco Central (BC), Roberto Campos Neto. Em outras palavras, o presidente do BC afirmou que os investidores estão receosos com a situação da dívida do Brasil e que “o governo precisa reconquistar sua credibilidade junto ao mercado”. 

Guedes, por sua vez, intimou Campos Neto a apresentar um plano melhor que os do governo. 

 

Veja os destaques do Ibovespa nesta quinta 

Em suma, das 77 ações da carteira do Ibovespa, 47 subiram nesta quinta. A saber, a Suzano ON teve a maior alta do dia, de 5,68%. O avanço foi reflexo da queda dos estoques de celulose nos portos da Europa no mês de outubro. Em seguida, vieram a PetroRio ON (5,17%) e a siderúrgica CSN ON (4,53%). Fechando o topo cinco, ficaram a empresa relacionada à educação, Cogna ON (4,30%), e a Usiminas PNA (4,04%). 

Por outro lado, a Intermédica ON registrou a maior queda no dia (-2,58%). Na sequência, ficaram o Itaú Unibanco PN (-2,11%), GPA ON (-2,06%), Hapvida ON (-1,86%) e Bradesco ON (-1,73%). Ou seja, os papéis de empresas relacionadas à saúde e de bancos, que são pesos pesados no índice, marcaram presença na ponta de baixo do Ibovespa. 

 

LEIA MAIS

Confiança do consumidor recua pelo segundo mês seguido

Preços dos bens intermediários crescem 5,01% em outubro

Leia Também:

1 comentário
  1. […] Ibovespa sobe 0,09% nesta quinta (26) e mantém sequência de altas na semana […]

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.