Hulk perde pênalti e Galo só empata com Emelec-EQU

Atlético teve a chance de sair vitorioso de Guayaquil.

0

O momento do Galo no ano de 2022 é bem duvidoso. Isso porque, antes dos dois jogos contra o Flamengo na semana passada, “El Turco” Mohamed” vivia um momento de instabilidade no clube. Contudo, as duas vitórias pra cima do Mengão e a virada épica pra cima do Fortaleza no último sábado (25) elevaram a confiança do argentino.

Dessa forma, respaldado pelo torcedor e pela direção, Mohamed segue firme no comando do Atlético-MG. Dito isso, a noite de ontem (28) começou com uma partida bastante importante pela Libertadores. Primeiro brasileiro a entrar em campo, o Galo foi até Guayaquil enfrentar o Emelec-EQU.

Dentro de campo, o jogo começou parecendo que seria tranquilo para o Galo. Isso porque, logo aos quinze minutos da etapa inicial, Hulk fez um belo trabalho de pivô, Nacho Fernández deixou Ademir na cara do gol e o atacante não perdoou. Todavia, o Galo cansou de desperdiçar boas chances e não matou o jogo no primeiro tempo. Isto é, manteve o adversário vivo para a etapa final.

Galo
Ademir fez o único gol do time na partida. Foto: Pedro Souza.

Galo sofre no segundo tempo no Equador

Como Guayaquil está duas horas atrás em relação ao fuso horário de Brasília, o jogo começou bem cedo por lá. Dessa maneira, foi possível notar o estádio George Capwell enchendo ao longo da partida. Dito isso, o Emelec-EQU conseguiu chegar ao empate no pênalti cometido por Nathan Silva, que subiu com o cotovelo alto demais e o VAR recomendou a revisão. Na cobrança, Sebastián Rodríguez igualou o placar.

Dez minutos depois, para deixar a situação do Galo ainda mais amarga, Allan perdeu a cabeça e deu uma cotovelada em Jackson Rodríguez, deixando o Atlético com um a menos. Com isso, o Galo recuou e passou a explorar os contra-ataques, principalmente com Ademir. Ademais, não chegou a sofrer uma grande pressão por parte dos equatorianos.

Aliás, foi o Atlético-MG quem teve a grande chance de trazer a vantagem para Belo Horizonte, já que teve um pênalti a seu favor com mais de 42 minutos no relógio. O camisa 7 perdeu seu terceiro pênalti pelo Galo em mata-mata de Libertadores. Sendo assim, a decisão ficou para terça-feira que vem (5), no Mineirão.

5/5 - (1 vote)

Sucesso na Internet:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.