Hospital Pérola Byington, em SP, é atingido por incêndio

O incêndio, que foi extinto em pouco mais de uma hora e meia, teria começado no 4º andar, no duto de ar-condicionado, e se alastrou até os andares superiores

0

A segunda-feira (21) começou com uma notícia triste. Isso porque o prédio do Hospital Pérola Byington, em São Paulo, foi atingido por um incêndio. Por sorte, de acordo com o Corpo de Bombeiro, ninguém ficou ferido durante a ocorrência.

Ainda conforme a corporação, para conter o fogo, foram encaminhadas 17 viaturas para o local. Ao todo, 41 homens trabalharam com o objetivo de conter as chamas.

De acordo com as informações, o fogo, que foi extinto em pouco mais de uma hora e meia, teria começado no 4º andar, no duto de ar-condicionado, e se alastrou até os andares superiores.

O incêndio, que foi extinto em pouco mais de uma hora e meia, teria começado no 4º andar, no duto de ar-condicionado, e se alastrou até os andares superiores.
O incêndio, que foi extinto em pouco mais de uma hora e meia, teria começado no 4º andar, no duto de ar-condicionado, e se alastrou até os andares superiores. (Foto: reprodução)

Para dispersar a fumaça que tomou o local, os bombeiros fizeram a ventilação e também interditaram o andar. O prédio também chegou a ser esvaziado.

Os pacientes, segundo a assessoria de imprensa do Corpo de Bombeiros, foram realocados de andar. Hoje, o hospital, que é ligado à Secretaria Estadual da Saúde, que não se pronunciou ainda sobre o fato, é referência no atendimento a mulheres.

Outros incêndios 

Somente neste ano, o Brasil123 noticiou pelo menos três incêndios em hospitais pelo País. O mais recente foi registrado no final de maio, quando quatro pessoas acabaram morrendo em um incêndio que atingiu a ala de pacientes com Covid-19 no Hospital Doutor Nestor Piva, em Aracaju, no Sergipe.

Além disso, na ocasião, o Corpo de Bombeiro teve que remover cerca de 35 pacientes infectados pela Covid-19 para outros hospitais da região. À época, o comandante do Corpo de Bombeiros, coronel Alexandre José, afirmou que “foi um trabalho muito difícil já que havia muitas vidas envolvidas, pessoas que não tinham como sair do local e precisavam ser retiradas uma a uma”.

Leia também:  Irmã soube que irmão caiu de prédio após ligação da portaria

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.