Homens que atiraram após se negarem a usar máscara pegam prisão perpétua

Caso em questão aconteceu no último dia 31 de outubro, na Califórnia. Na época, eles se negaram a usar as máscaras

1

Dois homens ficarão presos até o fim das suas vidas nos Estados Unidos. Eles pegaram portanto prisão perpétua depois de abrir fogo em um clube noturno em Anaheim, na Califórnia. Tudo porque os empregados pediram para que eles usassem máscaras.

Tudo aconteceu na noite do dia 31 de outubro. Um decreto estadual já exigia que todas as pessoas usassem máscaras em todos os estabelecimentos. Aliás, aparentemente todo mundo estava respeitando essa regra. Menos dois homens.

Edgar Nava-Ayala, de 34 anos e Daniel Juvenal Ocamponava, de 22 anos não queriam usar o utensílio. Por isso, os empregados pediram para que eles se retirassem. A dupla até se negou a sair, mas os próprios clientes ajudaram a colocá-los para fora.

Eles saíram. Mas logo depois voltaram com rifles AK-47 e abriram fogo contra a boate. No momento, eles não conseguiram matar ninguém. Mas feriram três pessoas. De acordo com as informações oficiais foram dois empregados e um cliente. Os três passam bem.

Mas os dois homens foram para a cadeia onde estavam até hoje. Nesta segunda-feira (21), a procuradoria do distrito anunciou que eles pegaram a prisão perpétua por tentativa de homicídio. A Justiça dos Estados Unidos considerou que eles são perigosos.

Prisão perpétua

A prisão perpétua é um tema polêmico em todo o mundo. Vários países do planeta, como o Brasil, não usam mais esse tipo de artifício. Grupos cristãos e de defesa de direitos humanos costumam ser contrários a esse tipo de punição.

Nos Estados Unidos há campanhas contra e a favor a essa prática punitiva. Alguns estados, como é o caso da Califórnia, ainda permitem a prisão perpétua. Na Colômbia, os deputados acabaram de aprovar esse tipo de punição para pessoas que estupram crianças. 

Avalie o Artigo:

Sucesso na Internet:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.