Homem invade a casa da ex-namorada e é morto a tiros

O suspeito de efetuar o disparo teria sido o pai da mulher, que não foi encontrado no local do crime pela Polícia Militar, mas se apresentou horas depois, no entanto não foi preso

1

Um homem morreu baleado ao tentar invadir a casa da ex-namorada na manhã desta quinta-feira (31) em Cocal do Sul (SC). Segundo a Polícia Civil, o suspeito de efetuar o disparo teria sido o pai da mulher, que não foi encontrado no local do crime pela Polícia Militar, mas se apresentou horas depois, no entanto não foi preso.

Leia também: Jovem de 15 anos tem cabelo cortado e é morta a tiros por facção

De acordo com o Vitor Bianco, delegado responsável pela investigação, o pai da jovem disse em depoimento que agiu em legítima defesa. Isso porque, de acordo com ele, o homem teria tentado enforcar a filha.

Uma arma foi entregue à polícia e os celulares dos envolvidos vão passar por perícia. As investigações seguem em andamento e a mulher deve fazer exame de corpo de delito. O nome do homem morto não foi divulgado.

Também em SC 

Outra caso registrado no estado de SC foi o de um homem de 31 anos que é suspeito de ter matado a mãe e a irmã na noite de ontem, quarta-feira (30), em Lages. Os corpos foram encontrados na manhã desta quinta (31) e a Polícia Civil trata o caso como duplo feminicídio.

As mortes ocorreram na casa em que mãe, filho e filha moravam. As vítimas, de 62 anos e 36 anos, não tiveram a identidade divulgada pela polícia. Segundo David de Oliveira Girardi, delegado responsável pelo caso, uma tia da mulher de 36 anos foi até a casa após ela não se apresentar no posto de combustível onde trabalhava.

Chegando lá, a familiar viu os corpos e a polícia foi acionada. Parentes disseram em depoimento à polícia que o homem tem histórico de esquizofrenia, mas o delegado afirmou que somente um atestado pode confirmar esse diagnóstico.

O Instituto Médico Legal (IML) foi até o local recolher os corpos e o Instituto Geral de Perícias (IGP) fez uma análise no local. A arma usada e o que motivou os crimes não foram divulgados pela Polícia Civil.

Avalie o Artigo:

Sucesso na Internet:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.