Homem furta chinelo e manda beijos para câmera de segurança no DF

Apesar de furtar um chinelo e mandar beijo para a câmara, o homem teve coragem de retirar a máscara que estava usando e mostrar seu rosto

0

A câmara de segurança de uma loja em Taguatinga, no Distrito Federal, registrou duas situações na quinta-feira (20): primeiro, um homem é flagrado furtando um chinelo no estabelecimento, depois, ele é visto olhando para o dispositivo e mandando beijos. Nas imagens, que viralizaram nesta sexta-feira (21), dá para ver que o suspeito, que estava usando uma camiseta branca, se abaixa, pega um chinelo e o coloca dentro de uma sacola preta.

Mãe reconhece filho adolescente em vídeo de assalto e o denuncia à polícia 

Instantes depois, ele se levanta e passa a conversar com pessoas em volta. Nesse momento, ele olha para a câmera e manda o beijo.

Em entrevista ao portal “G1”, a dona da loja relatou que o homem estava junto de outras três pessoas. Ainda conforme ela, o delito foi praticado enquanto uma vendedora do local estava distraída, o que culminou em um prejuízo de R$ 50.

Por fim, a informação é que a empresária registrou a ocorrência pela internet e a Polícia Civil já começou as investigações para identificar o suspeito que, apesar de ter mostrado o rosto, até o momento, ainda não foi localizado.

Apesar de furtar um chinelo e mandar beijo para a câmara, o homem teve coragem de retirar a máscara que estava usando e mostrar seu rosto.
Apesar de furtar um chinelo e mandar beijo para a câmara, o homem teve coragem de retirar a máscara que estava usando e mostrar seu rosto. (Foto: reprodução)

Também no Distrito Federal

Outra pessoa que está sendo procurada no Distrito Federal é Carlos Henrique Lopes Fernandes, de 42 anos, que foi indiciado por um homicídio ocorrido no final de dezembro na Rodoviária Interestadual de Brasília.

De acordo com a Polícia Civil, Carlos, que é conhecido como Rick Mãozinha porque não tem a mão esquerda, é acusado de ter matado um morador de rua por conta de uma pedra de crack.

Nesta sexta-feira (21), a corporação revelou que o acusado tem em seu nome um mandado de prisão temporária, mas, até o momento, ele não foi encontrado. Segundo a entidade, ele foi indiciado por homicídio qualificado e, se condenado, poderá cumprir uma pena de até 30 anos de reclusão.

Leia também: Homem furta carro enquanto o dono dormia, bate o veículo, vende peças e acaba preso em GO

Avalie o Artigo:

Sucesso na Internet:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.