Homem desrespeita quarentena e morre após ser obrigado a fazer 300 agachamentos

A mulher relatou que o homem não conseguia se mexer, porque estava muito cansado. No dia seguinte, ele teve convulsões durante o dia e morreu à noite

1

Um homem, de 28 anos, teve um derrame e morreu nas Filipinas, no último dia 3 de abril, após revelar para a esposa que foi forçado por agentes de segurança da vila onde ele morava a fazer 300 agachamentos por ter descumprido as regras de isolamento no país.

Argentina descarta novo lockdown para conter avanço da Covid-19

De acordo com informações, publicadas nesta quinta-feira (08), pelo site filipino Rappler, no atestado de morte, os legistas informaram que Darren Manaog Peñaredondo morreu de infarto vascular no mesencéfalo do cérebro e doença cardiovascular hipertensiva.

Ainda de acordo com o site, o homem teria sido flagrado comprando água depois do toque de recolher, às 18h, na cidade de General Trias. Em nota, o chefe de polícia da cidade, representando a polícia local, negou que esse tipo de punição exista.

Segundo ele, as pessoas que quebram as regras recebem uma aula sobre a importância das medidas de prevenção e não uma ordem de exercícios físicos. Além disso, em uma rede social, o prefeito da cidade relatou que há uma investigação para saber o que aconteceu.

Mulher dá detalhes sobre a punição nas Filipinas

De acordo com a mulher de Darren Peñaredondo, ainda ao site filipino, seu marido e também um outro homem, que quebrou a quarentena, teriam sido levados para uma praça na frente da prefeitura e foram obrigados a fazer um exercício físico 100 vezes.

Conforme ela explica, o marido ainda revelou que as autoridades afirmaram que se os dois não estivessem em sincronia, eles seriam obrigados a fazer o exercício novamente, o que aconteceu – no fim, foram 300 agachamentos.

Por fim, a mulher relatou que, após os exercícios, o homem não conseguia se mexer, visto que estava muito cansado. “Ele não conseguia andar”, afirmou a mulher. No dia seguinte, ele teve convulsões durante o dia e morreu à noite.

Leia também: Para lidar com depressão no país, Japão cria Ministério da Solidão

Leia Também:

1 comentário
  1. […] Leia também: Homem desrespeita quarentena e morre após ser obrigado a fazer 300 agachamentos […]

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.