Guta Stresser relembra briga com Pedro Cardoso nos bastidores de ‘A Grande Família’

A atriz pontua que foi acusada de inverdades e, por isso, não se calou

0

Guta Stresser, a eterna Bebel de ‘A Grande Família’, relembrou em entrevista ao programa ‘Sensacional’, com Daniela Albuquerque, na RedeTV!, que vai ao ar nesta terça-feira (24), a briga que teve com Pedro Cardoso nos bastidores do programa na TV Globo. A discussão, que ocorreu em 2012, começou por que ela se recusou a regravar uma cena.

Joana Prado, ex-Feiticeira, se arrepende de posar nua: “Mudar minha direção”

“Eu estava irritada esse dia. Estávamos gravando uma cena bem complexa. Era um dia chuvoso e eu estava de [blusa de] alcinha. A diretora falou que queria fazer mais uma vez e eu: ‘Sério? Está bom, está chovendo e estou morrendo de frio. Ele [Pedro] disse algo como: ‘Não fala assim’ e eu: ‘Não se mete, estou falando com ela’. Pra que? Ele ficou muito bravo”, explicou Guta.

A partir desse dia, ela afirma que o clima nas gravações ficou péssimo, ainda mais após o intérprete de Agostinho acusá-la de ser uma “bêbada”: “Ensaiava sem olhar [para ele]. Aí no ‘gravando’ eu fazia [olhando]. Mas os autores foram muito legais, escreveram uma separação para eles e aí teve toda uma história da gente se separar”.

Hoje em dia, quase 20 anos após o fim de ‘A Grande Família’, ela diz que apenas trabalharia com Pedro se ganhasse ‘o dobro’: “Eu acho que me prejudicou. Para começar, foi muito maior do que precisava o tipo de desqualificação. Imagina falarem: ‘Você não é nada, só existe porque eu existo’, em alto e bom tom, para todo mundo ouvir. Ele me acusou de coisas que eu considero inverdades, injustas. Estou esperando [o pedido de perdão] até hoje. Hoje em dia para trabalhar com ele [Pedro Cardoso], só ganhando o dobro”.

Guta já pensou em adotar

Aos 47 anos de idade, a eterna Bebel de A Grande Família, revelou em entrevista ao site Extra que pensava em se tornar mãe através da adoção. Casada com André Paixão, a atriz garantiu em 2020 que ser mãe é algo que ela pensava constantemente: “Eu e meu marido (o produtor musical André Paixão) estamos frequentando grupos de adoção para nos habilitarmos a adotar uma criança. Através da adoção, vou realizar meu sonho de ser mãe de forma completa. Quero uma menina porque meu marido já tem um filho. E ela vai ser criada como uma pequena feminista”.

Já sobre algo que lhe incomoda em sua vida, Guta foi rápida em dizer que é o fato de ser ciumenta e brava: “Fora que já fui uma pessoa muito braba e tenho tentado melhorar cada vez mais os meus rompantes”.

 

Veja também: Gracyanne Barbosa e Belo são condenados a pagar dívida de hospital

 

Avalie o Artigo:

Sucesso na Internet:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.