Guarda municipal é suspeito de agredir idoso de 71 anos com martelo

O acusado pelas agressões é Carlos Magalhães, 25 anos, guarda municipal, que foi preso cerca de uma hora depois do crime

1

Um idoso de 71 anos foi atingido por marteladas na cabeça na última sexta-feira (19). De acordo com as informações, o caso aconteceu na porta da casa da vítima, em São Luis do Quitunde (AL), e o acusado pelas agressões é o guarda municipal Carlos Magalhães, de 25 anos, que foi preso em flagrante por tentativa de homicídio.

Leia também: Pedreiro não recebe pelo serviço, coloca fogo na casa e é preso

De acordo com as informações, o idoso, identificado como Avanilo Manoel da Silva, está em estado grave. “O agressor pegou um martelo em sua residência e saiu pela rua. Ao encontrar o idoso sentado na porta de casa, como costumava fazer diariamente, desferiu vários golpes de martelo na vítima”, disse em nota o agente Nazário, chefe de operações do 93º DP (Distrito Policial).

Ainda segundo a polícia, uma filha do idoso relatou que Avanilo foi agredido no momento em que saiu para jogar o lixo. Além disso, ela contou que o pai foi surpreendido pelas costas ao ser golpeado pelo guarda municipal. Ainda não há informações sobre o motivo da agressão.

guarda municipal
O acusado pelas agressões é Carlos Magalhães, 25 anos, guarda municipal, que foi preso cerca de uma hora depois do crime. (Foto: reprodução)

Ainda no comunicado, a polícia revelou que um homem que presenciou o ataque a avisou que a vítima estava caída na rua, ensaguentada e com um ferimento na cabeça. Avanilo foi socorrido e levado para o HGE (Hospital Geral do Estado), em Maceió.

O idoso sofreu traumatismo cranioencefálico e precisou ser intubado. Ele está na UTI. De acordo com a Polícia Civil, a investigação para apurar a real motivação do crime será conduzida pelo delegado Edberg Sobral, titular da Delegacia de São Luis do Quitunde.

Prefeitura diz que guarda foi demitido

Por meio de nota, a Prefeitura de São Luis do Quitunde disse lamentar o caso e informou que o guarda municipal foi demitido de suas funções após a instauração de um processo administrativo. Informou também que o funcionário não estava em horário de expediente no momento da agressão.

Curta nossa página no Facebook e siga-nos no Instagram para acompanhar todas as notícias!

5/5 - (2 votes)

Sucesso na Internet:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.