Grécia quer enviar quase 1.500 imigrantes de volta à Turquia

1

A Grécia pediu à União Europeia, nesta quinta-feira (14), para devolver à Turquia quase 1.500 imigrantes. São estrangeiros que tiveram pedidos de asilo negados pelo governo grego. Por isso, eles devem agora voltar ao local de origem, ou pelo menos de onde partiram antes de chegar à costa grega.

Os imigrantes saíram da Turquia e se instalaram em pelo menos quatro ilhas gregas. De acordo com o Ministério da Migração e Asilo, 995 estão em Lesvos, 180 em Chios, 128 em Samos, e 187 em Kos. O governo anunciou que apresentou um pedido de retorno imediato dos imigrantes, conforme previsto em um acordo entre União Europeia e Turquia.

Centenas de milhares de imigrantes e refugiados usaram a Grécia como ponto de entrada para a Europa através da Turquia em 2015 e 2016. O território turco acolhe mais de três milhões de estrangeiros em busca de asilo. A maioria vem da vizinha Síria.

Leia também: Ataque aéreo de Israel contra o Irã mata 57 pessoas na Síria

Imigrantes na Grécia

Dezenas de milhares de imigrantes aguardam na Grécia que os pedidos de asilo sejam processados. A espera é em acampamentos com em condições precárias, conforme ONGs de direitos humanos.

Assinado em 2016 para conter a migração para a Europa, o acordo permite deportações de volta para a Turquia aqueles que tiveram pedido de asilo rejeitado. Sendo assim, reduziu o fluxo através das fronteiras terrestres e marítimas gregas e turcas.

Em 2020, apenas 139 retornos ocorreram, porque a Turquia interrompeu o processo em 15 de março devido à pandemia de covid-19.

“Durante os últimos 10 meses, acelerando os procedimentos de asilo e implementando testes extensivos e protocolos de saúde anti-Covid-19, a Grécia está pronta para retornar com segurança os migrantes que não têm direito a proteção internacional de volta à Turquia”, comunicou o governo greco.

Leia Também:

1 comentário
  1. […] Leia também: Grécia quer enviar quase 1.500 imigrantes de volta à Turquia […]

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.