Governo do Acre anuncia investimento de R$ 14 milhões na Segurança Pública

As ações visam enfrentar a criminalidade e executar o plano de valorização dos profissionais da área

0

O Governo do Estado do Acre vai receber, nesta semana, mais de R$ 14 milhões de reais para reforçar ações que visam enfrentar a criminalidade e executar o plano de valorização dos profissionais da área na região. O repasse foi confirmado pelo diretor da Secretaria de Gestão e Ensino em Segurança Pública (Segen), Luiz Mariano Júnior, ao secretário Paulo Cézar dos Santos.

Leia também: Acidente com avião militar mata 20 cadetes e deixa feridos na Ucrânia

Ao saber do reforço financeiro para um dos setores mais robustos da atual gestão, o governador Gladson Cameli destacou o apoio que o Acre vem recebendo do Governo Federal e elogiou o trabalho executado pela equipe que comanda a Secretaria de Justiça e Segurança Pública (Sejusp).

Governo do Acre anuncia investimento de R$ 14 milhões na Segurança Pública
Governo do Acre anuncia investimento de R$ 14 milhões na Segurança Pública. (Foto: reprodução/ Sejusp)

“Parabenizo a Secretaria de Segurança, o Governo Federal e toda a equipe do secretário Paulo Cézar que está fazendo um esforço muito grande para canalizar recursos para que a gente possa reforçar as ações. Se não tiver a parte técnica alinhada com a parte política, não conseguiremos avançar. Vamos avançar ainda mais sobre o território da criminalidade com as ações que já estamos executando”, enfatizou o governador.

Destino dos recursos para o Acre já estão definidos

O secretário do estado detalhou como e onde serão aplicados os recursos liberados. Segundo ele, na Sejusp, já estão em andamento os processos para agilizar a aquisição de armas e viaturas semiblindadas, além de motocicletas para reforçar o patrulhamento motorizado.

No setor bélico, as forças de segurança receberão armas semiautomáticas. A vigilância noturna e diurna será reforçada com drones nas áreas consideradas como “zona vermelha”. No mesmo pacote, a segurança pública estadual terá acesso à tecnologia avançada, conectando em tempo real as viaturas em patrulhamento.

Até o ano que vem, cerca de 4 mil policiais terão concluído o Curso de Operações Integradas (COI). As primeiras turmas já concluíram a carga horária. Cada policial vai efetuar cerca de 100 disparos de arma de fogo no treinamento, cinco vezes mais do que efetuaram durante a academia.

“É um amplo investimento que o Estado já está executando para valorizar nossos policiais e estruturar nossas equipes. O combate à criminalidade será ainda mais intensificado”, conclui Paulo Cézar.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.