Governadores querem definir data nacional de início da vacinação nesta terça (12)

“Acreditamos que essa data pode ficar entre os dias 22 e 27 de janeiro, a partir da liberação da Anvisa", afirmou o governador do Piauí

1

Uma reunião agendada para esta terça-feira (12) pode servir para, finalmente, revelar uma data oficial para o início da vacinação contra a Covid-19 no Brasil. Isso porque governadores querem, neste encontro que terá como figura chave o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, definir quando será colocado em prática o programa nacional de imunização contra o vírus.

Leia também: Covid-19 pode provocar declínio cognitivo e demência, diz estudo

A informação foi divulgada pelo jornalista da “Globo News” Valdo Cruz, que conversou com o governador do Piauí, Wellington Dias (PT), que revelou que o “objetivo é definir amanhã com o ministro Pazuello uma data nacional para início da vacinação, começando simultaneamente em todos os estados”.

“Acreditamos que essa data pode ficar entre os dias 22 e 27 de janeiro, a partir da liberação da Anvisa [Agência Nacional de Vigilância Sanitária] das vacinas da Fiocruz e Butantan”, disse o político. Além disso, o parlamentar contou que, na reunião, proporá a criação de um observatório para acompanhar os casos de mutação da Covid-19 no país.

“Já vamos ter um observatório para acompanhar as pessoas vacinadas depois da imunização, e agora estamos propondo também um observatório para acompanhar a mutação do vírus. Isso é importante para termos trabalhos de prevenção”, afirmou.

Grupo de risco vacinado até abril

Com as aprovações das vacinas da Astrazeneca e da Coronavac, o governador diz que o país terá doses suficientes para, até abril, cumprir a primeira etapa do programa de imunização.

Leia também: Com vacina, queda nos casos de Covid-19 só será observada em maio, diz diretor do Butantan

“Haverá uma primeira fase dentro da primeira etapa de vacinação, que deve ocorrer em janeiro e fevereiro, e as cerca de 8 milhões de doses que já estão garantidas serão suficientes para atender esse público, que inclui, por exemplo, profissionais de saúde e idosos acima de 75 anos”, disse.

Além dos governadores

Ainda de acordo com o jornalista Valdo Cruz, a reunião, que acontecerá por videoconferência, contará com as presenças, além do ministro e dos governadores, de representantes da Anvisa, da Fiocruz, do Instituto Butantan, do Supremo Tribunal Federal (STF), Câmara dos Deputados, Senado e dos conselhos nacionais de secretários estaduais e municipais de saúde.

Leia Também:

1 comentário
  1. […] do Piauí é o líder da articulação dos governadores para o combate à Covid-19 e disse, em matéria publicada no Brasil 123 na segunda-feira (11), que a reunião pode cravar a data do início da vacinação e estabelecer parâmetros para o Plano […]

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.