Google sob pressão antes de painel antitruste do Senado dos EUA

0

O Google será questionado sobre seu negócio de publicidade em uma audiência na terça-feira, com um enfoque particular sobre se ele usou indevidamente seu domínio na publicidade online para gerar lucros.

O senador Mike Lee, republicano e presidente do painel antitruste do Comitê Judiciário do Senado dos EUA, provavelmente também pressionará o site sobre alegações de que ele é opaco nos preços de serviços de publicidade, conforme reclamam seus críticos.

Espera-se que Lee expresse a preocupação de que o Google possa ter infringido a lei antitruste dos EUA, disse uma fonte próxima ao painel.

O gigante da tecnologia fez uma série de compras, incluindo DoubleClick e AdMob, para ajudar a torná-lo o agente dominante na publicidade online.

O Google mantém um controle rígido sobre cada uma das muitas etapas entre um anunciante que procura colocar um anúncio e um site que procura hospedá-lo.

Fala tu

O painel ouvirá Don Harrison, que assumiu a liderança do desenvolvimento corporativo do Google, o setor que supervisiona as parcerias de publicidade com outras empresas, em 2012.

Harrison, que testemunha numa época em que o Google tem poucos amigos em Washington, argumentará que o ecossistema de tecnologia de anúncios é lotado e competitivo, com a Amazon.com e Facebook entre os poderosos rivais, e que as taxas de tecnologia de anúncios caíram.

Espera-se também que Harrison argumente que a publicidade é fundamental para apoiar sites gratuitos, incluindo a busca no Google.

Chincha

A audiência ocorre em meio à expectativa de o Departamento de Justiça dos Estados Unidos ajuizar uma ação judicial contra o Google dentro de semanas, de acordo com fontes familiarizadas com o assunto.

A senadora Amy Klobuchar, a principal Democrata do comitê, expressou apoio à investigação do Departamento de Justiça.

Também no painel estão outros dois legisladores que levantaram questões sobre o Google, os senadores Josh Hawley, Republicano, e Richard Blumenthal, Democrata.

Os críticos do Google dizem que ele usa a pesquisa para fazer suas próprias vendas, mapeamento e outros serviços em vez de dar respostas neutras. Outros alegam que ele favorece injustamente seus serviços no Android.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.