Gol compra empresa aérea brasileira MAP por R$ 28 milhões

MAP é a quinta maior empresa aérea do país e possui 7 aeronaves ATR com 70 assentos que operam em rotas da região amazônica

0

A Gol anunciou a compra da MAP Transportes Aéreos por R$ 28 milhões. A saber, a MAP é a quinta maior empresa aérea do país e tem uma frota com 7 aeronaves ATR (aeronave comercial de médio porte), que possuem 70 assentos. O anúncio aconteceu nesta quarta-feira (9).

Em resumo, as aeronaves da MAP operam em rotas da região amazônica. Os voos atendem o Aeroporto de Manaus, bem como as regiões Sul e Sudeste do país. Nesse caso, a operação acontece a partir do Aeroporto de Congonhas, em São Paulo.

“Essa operação reflete o compromisso contínuo da Companhia em expandir a demanda brasileira por transporte aéreo, em linha com o que sua Administração entende ser uma oportunidade diferenciada para consolidação racional no mercado local, à medida que a economia do país se recupera da Covid-19″, disse a Gol.

Uma das principais razões para o acordo de compra da MAP é aumentar a operação da Gol em Congonhas. De acordo com a companhia, essa aquisição elevará em aproximadamente 10% a operação no aeroporto. E isso acontecerá através da adição de 26 voos diários.

Confira mais detalhes da compra e do posicionamento da Gol

“Acreditamos que a aquisição da MAP seja, nesse momento, a única oportunidade viável de consolidação racional no mercado de aviação brasileiro. Daqui para frente, continuaremos focados na estratégia de crescimento orgânico, estimulando a demanda para expansão de nossa malha”, afirmou Paulo Kakinoff, CEO da Gol.

Em suma, os termos do acordo de compra mostram que o pagamento do valor de R$ 28 milhões acontecerá através de ações (100.000 ações GOLL4 a R$ 28 por papel). Além disso, haverá uma quantia de R$ 25 milhões pagas em dinheiro. Isso ocorrerá em 24 parcelas, segundo o acordo.

Por fim, a Gol ainda assumirá até R$ 100 milhões de compromissos financeiros da MAP. Vale ressaltar que ainda faltam aprovações e confirmações da Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC) e do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (CADE) para a conclusão da transação.

Leia Mais: Mercado doméstico aéreo do Brasil tem pior desempenho do mundo em abril

Veja Também:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.