Gilberto Barros diz que agrediria homossexuais e é denunciado ao Ministério Público

O apresentador fez declarações que chocaram a web

0

Gilberto Barros foi denunciado ao Ministério Público na terça-feira, dia 16, após inúmeras falas homofóbicas.

Justiça condena Corithians por usar rua como se fosse estacionamento

O apresentador deu a declaração durante uma live conjunta com Sonia Abrão em seu Youtube, para comemorar os 70 anos da TV no Brasil.

Indagado do porquê não voltar mais para a TV, Gilberto explicou que não gostava de acordar cedo e logo depois foi homofóbico, afirmando:

Eu tinha que acordar às 2h30, 2h, e ainda presenciar, onde eu guardava o carro na garagem, beijo de língua de dois ‘bigode’, porque tinha uma boate gay ali na frente. Não tenho nada contra, mas eu sou gente. Naquela época ainda, chegando do interior. Hoje em dia, se quiser fazer na minha frente, faz. Apanha os dois, mas faz.

Sonia ficou claramente incomodada com a situação, soltando um simples “Meu Deus!”. Veja, abaixo!

Gilberto é denunciado

De acordo com o site Na Telinas, o apresentador, que destilou ódio contra os homossexuais, responderá pelo crime de homofobia.

Gilberto foi denunciado pelo ativista William de Luca, pré-candidato a vereador de São Paulo pelo PT em base na lei 10.948 que pune a discriminação em razão da sexualidade e identidade de gênero.

Em entrevista para o site, William explicou:

É inaceitável que em pleno século 21 a gente ainda seja ameaçado por fazer algo que qualquer pessoa heteronormativa faz tranquilamente, sem qualquer incômodo. Precisamos coibir este tipo de postura, mas, mais que isso, promover ações políticas e de reparação às violências contra a população LGBT.

Gilberto, aliás, também recebeu duras críticas do jornalista Gabriel Cartolano do A Tarde é Sua.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.