Gaby Amarantos pede desculpas após polêmica: “Meu medo era diário”

A cantora e apresentadora do 'Saia Justa', do GNT, se desculpou sobre a polêmica nas redes sociais

0

Gaby Amarantos teve que se desculpar, na última quinta-feira (10), ao gerar polêmica ao falar sobre o bairro onde cresceu, em Jurunas, no Belém do Pará. Em entrevista ao site Extra, a cantora afirmou que andava “entre cadáveres” já que seu bairro era o mais violento da região.

Samantha Schmütz curte foto que compara Juliana Paes com Bolsonaro

A apresentadora do ‘Saia Justa’, do GNT, chegou a dizer que o bairro tinha bala perdida todos os dias e que morria de medo da violência. Nas redes sociais, Gaby chegou a postar um vídeo para esclarecer a situação e pedir desculpas:

Eu não usei bem as palavras, eu poderia ter dito que a violência era comum, era frequente, mas eu quero dizer para vocês que ela era real e que o meu medo era diário. Quero dizer que tenho muito orgulho de representar a minha periferia, apoio todas as pessoas que já viveram essa violência assim como eu.

Gaby chegou a receber ameaças de morte, com internautas zombando de sua situação e até afirmando que ela moraria na Faixa de Gaza, entre Israel e Palestina. Veja!

 

Relembre as afirmações de Gaby

A cantora deu uma entrevista bastante polêmica ao site Extra, no começo de junho deste ano, que só começou a viralizar esta semana no Twitter. Nela, Gaby falou mais sobre sua realidade vivendo em Jurunas, no Belém do Pará:

Era bala perdida todo dia. A gente ia para escola e passava por corpos estendidos na esquina por causa de chacina ou operação da polícia. No lugar de extrema violência onde a gente vivia, ela [minha mãe] me protegia de abuso sexual, crime ainda normalizado por lá.

Nas redes sociais, os internautas não gostaram nada do “exagero” no relato de Gaby e a repercussão foi imensa.

 

 

 

Veja também: Sobrinho de Agnaldo Timotéo rebate Luisa Marilac: “Respeitem a memória dele”

Veja Também:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.