Fundos imobiliários: Tudo que precisa saber para começar a investir

0

Muitas pessoas que não sabem exatamente como o mercado financeiro funciona ou não tem habilidades para fazer investimentos em títulos públicos e ações, sabem que a renda de aluguéis é um tipo de investimento que gera um bom retorno. Levando isso em consideração, os fundos imobiliários funcionam basicamente da mesma forma, só que nesse caso, você não precisa comprar o imóvel todo e nem se preocupar em aluga-lo.

É possível viver de renda de fundos imobiliários, um tipo de investimento que oferece muitas vantagens, e não é necessário comprar imóveis, reforma-los ou ter que pagar IPTU. Os brasileiros aprenderam sobre esse tipo de investimento e as carteiras têm crescido cada vez mais nessa modalidade. Para entender mais continue lendo.

O que são os fundos imobiliários?

Um fundo imobiliário é um tipo de condomínio ou prédio, que quem está construindo, precisa reunir recursos e investimentos para isso. Dentro do mercado imobiliário, esse dinheiro é usado na construção ou na compra desses imóveis que depois são alugados ou arrendados. O rendimento dessa operação é dividido entre todos os investidores participantes que compraram parte do fundo.

É válido ressaltar aqui que todas as decisões tomadas com os imóveis é pré-defina antes, e o investimento pode ser bem sucedido ou não, e isso determina se os fundos imobiliários vão valorizar ou não.

Como investir?

Nos fundos imobiliários o patrimônio inteiro é dividido em cotas ou frações, e assim, o investidor decide se quer comprar uma parte desse fundo e compra cotas dele. Quem é cotista não tem direito algum sobre o empreendimento, diferente do proprietário. Ao mesmo tempo, não possui qualquer obrigação legal com o imóvel.

Como funciona os rendimentos?

A distribuição de rendimentos dos fundos imobiliários é bastante atrativa já que ela acontece de forma periódica. Pela Lei, os fundos precisam distribuir os rendimentos pelo menos 1 vez a cada seis meses, porém, grande parte deles faz o repasse do rendimento de forma mensal, o que acaba se tornando uma fonte de renda bastante interessante. Para ter um bom volume de rendimento, tudo vai depender do tipo de fundo que se investe e também o valor investido.

 

 

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.