Fumaça interdita trecho de estrada que registrou grave engavetamento no Paraná

Dois dias depois do engavetamento que deixou oito mortos e dezenas de feridos, trecho da estrada foi interditado por causa da fumaça

0

Dois dias depois de ter sido a sede de um engavetamento que deixou oito mortos no Paraná, o trecho da BR-277 foi interditado. O motivo: a fumaça das queimadas estava atrapalhando a visão dos motoristas.

De acordo com os bombeiros da região, o motivo do engavetamento do último domingo (3), tinha sido justamente esta fumaça. Ou seja, agora as autoridades decidiram ter cautela na região, já que a situação das queimadas não parece ter sido controlada.

O trecho da estrada ficou interditado por cerca de três horas entre a madrugada e a manhã desta terça-feira (4). O trecho da BR-277 fica na cidade de São José dos Pinhais, que fica na Região Metropolitana de Curitiba.

A interdição foi feita pela concessionária Ecovia. De acordo com as autoridades desta concessionária, o processo teria sido necessário porque além da fumaça, o local estava com muita neblina. Esta neblina é natural para esta época do ano na região.

Seja como for, a Polícia Rodoviária Federal (PRF) decidiu apoiar a interdição e ajudou na parada dos veículos que tentavam passar pela região. De acordo com testemunhas, os motoristas não reclamavam da parada.

Engavetamento no meio da fumaça

O engavetamento que chocou o Brasil envolveu 16 carros, cinco motocicletas e um caminhão. Além dos oito mortos, as autoridades também já identificaram os 21 feridos na situação. “O caminhão saiu levando tudo”, disse uma das testemunhas do acidente.

O caminhão em questão era da empresa Sulista. Em nota, a empresa disse que o motorista estava voltando ao serviço depois de passar o final de semana com a sua família. Investigadores afirmam que este motorista deverá ser ouvido.

Logo depois, os agentes irão identificar se haverá alguma espécie de acusação do profissional por responsabilidade penal ou não. Enquanto isso, autoridades rodoviárias afirmam que seguirão interditando o trecho da rodovia quantas vezes forem necessárias.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.