Fraudes no auxílio: suspeitos “brincam” com o benefício

Entre pessoas que estariam recebendo o benefício sem ter direito estão dono de vinícola e dentista filha de político

7

Não param de aparecer casos de fraudes no auxílio emergencial. De acordo com a reportagem do jornal ZH, o empresário e dono de uma vinícola, Divanildo Kloss, recebeu os R$ 600.

Kloos reside em uma casa confortável e, ainda, a família é dona de um prédio no centro da cidade de Nova Roma do Sul (Rio Grande do Sul). O jornal entrou em contato com o empresário, por telefone. “Não quis receber, devolvi, só fiz para brincar”, disse Kloos para a reportagem do ZH. “Era só para saber se ia passar ou não, entendeu? Jamais ia querer. Pensei: capaz, nunca vai passar, porque tenho certos bens ali. Se foi pra minha conta, vou devolver, porque não preciso disso e nem quero”, falou o empresário.

Ainda, ao ser informado de que seu filho também consta na lista do benefício, o empresário respondeu: “Isso tu tem de ligar para ele. Se ele está recebendo, não estou sabendo”. Continuou: “Se ele se inscreveu, ele vai devolver, sem estresse nenhum.”

Vale ressaltar que a reportagem do jornal investigou e alegou que, em redes sociais, o filho de Divanildo, Emanuel Kloss, registra momentos em restaurantes. Além disso, posta fotos em praias e esportes radicais. Em uma das imagens, recebe as chaves de um caminhão zero quilômetro.

Mais fraudes no auxílio emergencial

Também, a gaúcha e dentista, Aline Scapinello, que é filha de um conhecido político da cidade de Nova Roma do Sul, está na lista de beneficiários. Conforme a reportagem do jornal, a dentista já viajou para cidades como Angra dos Reis, Arraial do Cabo e Rio de Janeiro.

A reportagem do jornal procurou Aline, mas a mesma ficou muda ao telefone.

Ainda, fraudes no auxílio emergencial foram descobertas envolvendo, até mesmo, o marido de uma juíza. Pedro Giordani, que é casado com a magistrada, é sócio de uma empresa e admitiu possuir barcos, motos e casa na praia.

“Vou devolver isso aí. É que a fábrica de placas parou 15 dias. Mas quem te informou sobre meus bens?”, indagou Giordani ao jornal. “Bom, não vem ao caso. Isso é assunto encerrado, vou devolver”, falou, encerrando a entrevista.

Os casos foram denunciados.

Prejuízos para a população

Como sempre alertamos no aqui no Brasil 123, fraudar o programa traz prejuízos aos cofres públicos, à operacionalização do benefício e à população em geral.

Como denunciar fraudes no auxílio emergencial?

A população pode denunciar suspeitas de fraudes com auxílio emergencial. Para fazer a denúncia, tenha dados em mãos, como o CPF, nome completo e endereço da pessoa suspeita. Depois, entre em contato pelos números de telefone: 121 ou 0800-707-2003.

Ainda, é importante que pessoas que não pediram o auxílio se certifiquem de que ninguém usou o seu CPF para cometer fraudes.  Para isso, consulte o número de seu CPF em alguns dos sites oficiais, como, por exemplo: consultaauxilio.dataprev.gov.br ou pelo Portal da Transparência. Entre em contato pelos canais mencionados anteriormente, se suspeitar de uso indevido dos seus dados.

Acompanhe!

Informações atualizadas sobre o auxílio emergencial, aqui. Não deixe de acompanhar!

7 Comentários
  1. Yara Diz

    Em 2018 declarei no IR que ganhei mais de 28 mil ao ano. Agora deste abril do ano passado não tenho renda alguma tenho que trabalhar com costurar para conseguir uns r$ 500,00 ao mês.
    Me NEGARAM O AUXÍLIO EMERGÊNCIA.

  2. Francisco Diz

    Que a CORRUPÇÃO é grande e se faz presente em todas as classes sociais, isto é fato. O que deveria ser feito para coibir essa praticar, seria acabar com a IMPUNIDADE. Exemplo disso: as pessoas que pegaram indevidamente o auxílio emergencial, além de devolver, ficariam impedidos de fazer uso dos programas do governo ( hospital, faculdade, restituição fiscal, retirar passaporte e etc. Caso fosse funcionário público, deveriam ser exonerados, pois o Estado e a sociedade não merecem ter pessoas desonestas, como servidores.

  3. Edilamar de fatima Lima Diz

    É muinto triste saber disso. Eu não recebi nem à primeira parcela do alxilio nem eu nem meu marido somos idosos desdo começo que foi em abril estou esperando pra receber. Foi pra primeira segunda.na terceira vês fui aprovada ágora esperar até julho pra receber. Ó deus

  4. Will Diz

    O maior problema aí é o governo liberar. Que análise bosta é essa? Ê Brasil.

    1. Rosangela Caetano Diz

      Concordo FRANCISCO, mas Vc sabe que a CEF aprovou o AUXÍLIO EMERGENCIAL para um Primo de BOLSONARO, que é Chef Cozinha e também para Parentes da Primeira DAMA. E de qualquer forma, Eles estão fazendo a Análise ou não? A limpeza tem que começar pelo GOVERNO, para depois Militares, Servidores Públicos e outros.

      1. Antonio Diz

        Li sobre parentes primeira dama. Sao de outro estado. Gente humilde . Costureira e cozinheiro .estao desempregados. Merecem. Nao sao oportunistas

  5. maria Diz

    acho engraçado e q quem realmente precisa pegu 1 parcela e foi cortado prq a pessoa e encostada so se for num cabo de uma inxada prque ñ tem cerviço nem a e limpar lote mas enquanto os q tem dinheiro ainda ñ forao cortados desculpa mas eu tinha q falar

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.