Filho é preso suspeito de ter matado o pai, PM reformado, para defender mãe em MG

O PM reformado Júlio César de Abreu foi morto pelo filho, que tentava salvar sua mãe de uma agressão. O suspeito alegou legítima defesa e foi liberado

0

Agentes da Polícia Militar (PM) prenderam um homem, de 29 anos, suspeito de ter matado o próprio pai. O motivo, de acordo com as informações, foi a tentativa de defender sua mãe da vítima, que era um PM reformado.

Em nota, a corporação revelou que o caso foi registrado durante uma briga em Belo Horizonte, Minas Gerais, na noite de segunda-feira (04). Na ocasião, informou a PM, a vítima, de 56 anos, identificado como Júlio César de Abreu, teria chegado em casa de um clube embriagado e teria começado a quebrar móveis e a xingar sua esposa, Olga Máximo de Abreu, de 50.

Ainda conforme a PM, em certo momento, Júlio teria agredido a esposa com um cabo de vassoura. Depois disso, ele teria tirado uma faca da cintura e ido para cima da mulher. Todavia, o filho do ex-agente, Felipe Máximo Abreu, tentou barrar o pai e passou a travar uma luta corporal com ele.

Em dado momento, Felipe conseguiu tirar a faca de seu pai e, com isso, o acertou duas vezes: uma no tórax e no pescoço. Júlio foi socorrido e levado para o Hospital Risoleta Tolentino Neves, em Belo Horizonte, onde morreu.

PM
O PM reformado Júlio César de Abreu foi morto pelo filho, que tentava salvar sua mãe de uma agressão. (Foto: reprodução)

Filho foi liberado

De acordo com a PM, o homem foi encaminhado para uma delegacia após ter sido preso. Todavia, no local, ele acabou sendo liberado, pois constatou-se que ele teria agido em legítíma defesa.

Por fim, a informação é que, muito em breve, ele será ouvido novamente pelos investigadores do caso.  “Ele será ouvido na Delegacia de Polícia Civil em São José da Lapa, visto se encontrar, no momento da ocorrência, muito abalado com os fatos. As investigações prosseguem”, informou a polícia.

Leia também: Pai foi socorrer vítima sem saber que era filha, morta por cinco homens no litoral de SP

Veja Também:

Está "bombando" na Internet:

Acesse www.pensarcursos.com.br
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.