Filho de Tim Maia, Carmelo sobre disputa de herança: “Minha família materna é uma quadrilha”

Léo, meio-irmão de Carmelo, disputa a herança do músico

0

Carmelo Maia deu uma entrevista exclusiva ao jornalista Léo Dias, neste sábado, dia 8, falando sobre a mais nova disputa da herança de seu pai, Tim Maia.

Filhos de Tim Maia em guerra: irmão pede reconhecimento de paternidade para herança

Como já contamos aqui no BRASIL 123, Carmelo foi citado no processo pelo seu meio-irmão Léo que quer ser reconhecido como filho de Maia.

Carmelo é filho de Tim Maia com a ex-companheira de Geisa Gomes da Silva. Já Léo é apenas filho de Geisa, mas afirma que o cantor sempre cuidou dele como se fosse filho.

Não é isso, no entanto, que o filho biológico do cantor afirma:

Eu não fui criado pelo meu pai, mas ele foi presente na minha vida. Eu demonstro isso com fotos, cartas… Tudo isso eu tenho. Se ele também foi criado pelo meu pai durante sete anos, como ele diz que éramos uma família feliz, eu gostaria que ele apresentasse de forma robusta essa mesma variedade de registros. É claro que eu queria ter sido criado pela minha mãe e pelo meu pai, mas a verdade não é essa.

Carmelo diz achar muito estranho que Léo queira ser reconhecido como filho de Maia depois de 22 anos de sua morte. Nega, aliás, que tenha ciúmes do meio irmão:

Não existe perseguição da minha parte. Ele diz que eu quero ser o que ele é, mas eu nunca quis ser cantor. A verdade é que ele que quer ser o que eu sou, filho do Tim Maia.

Carmelo relembra processo feito pela mãe

O ator, cujo papel mais recente foi em Salve-se Quem Puder, da TV Globo, também relembrou em entrevista o doloroso processo que recebeu de sua mãe.

Ele conta que foi criado pelos avós, e nunca teve qualquer contato com sua mãe, até que Geisa ligou para ele o parabenizando pelo seu casamento.

Carmelo relembra que ao convidá-la para o aniversário de um ano de seu filho, tudo começou:

No final do aniversário, ela agradeceu e pediu fotos de recordação. Minha esposa deu um pendrive com cem fotos. Dois meses depois, ela me processou pedindo uma pensão de oito salários mínimos.

Geisa perdeu o processo e disse ter sido persuadida por Léo:

Disse que reconhecia a sua parcela de culpa, mas que quem a incentivou a entrar com o processo de pensão foi o Léo, que falou ‘vamos tirar dinheiro dele’. Inclusive, quem a representava nessa ação era a então mulher do meu irmão. A sensação que eu tenho é que minha família materna é uma quadrilha.

Carmelo aproveita a longa entrevista para colocar um fim no imbróglio do projeto Tim Maia for Kids, lançado por Léo. De sua parte, ele apenas abriu o processo contra o irmão pois o detentor da marca do cantor é ele:

Nunca tentei impedir que ele cantasse as músicas. O que ele não pode é usar a marca Tim Maia, que sou eu que sou o filho que administro.

No entanto, quando entrou com o processo em agosto, Léo já havia entrado com o pedido de paternidade, que Carmelo afirmou nunca ter negado em ser intimado.

Que rolo não? Vale lembrar que o ator até hoje não recebeu a herança do pai, por causa de trâmites judiciais.

 

 

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.