FGTS emergencial: Bolsonaro não descarta volta do benefício

2

O Governo Federal não descarta retomar os pagamentos do FGTS Emergencial. Ainda não há nada de oficial sobre isso, mas essa conversa vai crescendo nas últimas semanas dentro do Ministério da Economia. Milhares de pessoas sacaram esse dinheiro em 2020.

fgts emergencial
Foto: Reprodução

No ano passado, o Governo liberou R$37,8 bilhões para que cerca de 60 milhões de pessoas pudessem sacar o dinheiro do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS). Os pagamentos obedeciam um calendário.

O nome do programa era FGTS Emergencial porque atendia ao momento urgente da pandemia do novo coronavírus. Os pagamentos aconteceram entre os meses de abril de 2020 até dezembro de 2020. Foi justamente portanto na época do período da calamidade pública.

No ano passado, os saques seguiam as regras do calendário que tinha como base os aniversários das pessoas. O valor máximo do saque era de um salário mínimo, ou seja, R$ 1.045. Caso o programa volte este ano, esse valor passaria a ser portanto de R$ 1.100.

No geral, as regras desse novo programa não mudariam muito do que se viu no ano passado. Isso porque as condições deste ano são as mesmas. Para o Governo, a liberação do FGTS Emergencial seria muito menos complexa do que o retorno do Auxílio Emergencial.

FGTS Emergencial

Os saques do FGTS Aniversário seguem normalmente independente de o Governo decidir retomar o Emergencial. Para saber se você tem direito, basta olhar os sites oficiais e colocar os seus dados. As datas de pagamentos também variam de acordo com a data de aniversário.

Além do FGTS Emergencial, o Governo também prepara o retorno do Programa de Preservação do Emprego e Renda. Esse é o programa que permitiu acordos de redução da jornada e suspensão do contrato de trabalho durante a pandemia do novo coronavírus.

Veja Também:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.