FGTS de até R$ 1.100: Saiba como solicitar o valor total em 2021

0

Trabalhadores que atuam de maneira formal (carteira assinada) têm direito ao benefício do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS), porém nem todos podem sacar o valor integral, devendo o profissional seguir algumas regras para receber 100% do benefício.

O fundo é uma garantia do trabalhador em caso, principalmente, de demissão sem justa causa. Conforme lei, existem três possibilidades de saque:

  • Rescisão (permite saque integral)
  • Aniversário (saque parcial por ano)
  • Emergencial/Imediato (saque parcial liberado em 2020 em virtude da pandemia).

A seguir confira as 9 maneiras de receber o valor total do FGTS 2021

  1. Demissão sem justa causa: quando o empregador, sem justificativas, demite o funcionário;
  2. Rescisão de contrato motivado por força maior: geralmente nessa situação acontece um fato atípico, como uma catástrofe natural que acaba afetando a empresa diretamente, consequentemente o trabalhador;
  3. Aposentadoria: pessoas com idade igual ou superior a 70 podem realizar o saque total por meio do INSS;
  4. Doenças graves: HIV e câncer são dois exemplos de doenças graves que dar ao trabalhador o direito de saque integral;
  5. Término do contrato por prazo determinado: após encerrado o contrato de trabalho, o trabalhador poderá sacar todo o valor;
  6. Trabalho avulso: Trabalhadores que prestam serviços pontuais as empresas, sem vínculo empregatício, poderão realizar o saque do FGTS;
  7. Casa própria: é possível usar o valor do FGTS para liquidar prestações de financiamento habitacional;
  8. Desemprego: aqueles que porventura estiverem sem trabalhar formalmente por mais de três anos, poderão requerer o saque total do benefício;
  9. Morte do trabalhador: neste caso, os dependentes do profissional, como cônjuge ou filhos, poderão realizar o saque do falecido.

Leia também: INSS confirma antecipação do 13° em duas parcelas; Confira

Leia Também:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.