Fátima Bernardes explica saída do ‘Encontro’: “Medo da acomodação”

Apresentadora também recorda o momento que decidiu sair do 'Jornal Nacional', em 2011.

0
Fátima Bernardes explica saída
Reprodução: Instagram

Prestes a estrear sua nova função no ‘ The Voice Brasil’, Fátima Bernardes explica o motivo de ter deixado o ‘Encontro’ após tantos anos. A apresentadora admite que sentiu um receio em ‘enjoar’ de seu trabalho e precisou dar uma mudada nos planos.

Fátima Bernardes explica saída do ‘Encontro’

A explicação foi dada durante a participação da apresentadora no programa ‘Roda Viva’, da TV Cultura, exibido nesta última segunda-feira (25). “Sou feita de ciclos. No fundo, isso todo mundo vê como uma grande coragem e vejo como medo, medo da acomodação. A hora que me acomodar é o primeiro passo para me desinteressar pelo que faço, por isso sempre dou uma sacudida. A questão de ter mais tempo também é um complemento. Mas, principalmente, a vontade de dar o passo definitivo no caminho do entretenimento. O Encontro me permitiu usar a experiência jornalística, agora, vou estar numa área de completa novidade”, conta.

Ademais, Fátima comenta a expectativa de chegar no reality após nove temporadas bem-sucedidas da competição. “É uma preocupação. Tenho a ilusão e o desejo de dar assinatura para um programa que é um sucesso, que o Boninho trouxe Tiago Leifert pra fazer e deu super certo e, agora estou eu lá. Esse programa tem que dar certo. Diferente do Encontro, nem eu sabia para onde ele ia caminhar. Fico querendo que comece logo para saber como vou me comportar. Será que vou ficar nervosa? que grau de distanciamento vou ter? Será que preciso ter? É uma experiência muito nova”, admite.

‘Jornal Nacional’

Fátima vai um pouco mais longe em sua carreira e comenta a saída do ‘Jornal Nacional’, que aconteceu em 2011. A apresentadora notou que suas crises de ansiedade na época se davam graças à vontade de viver algo novo profissionalmente. Com isso, ela falou que seu então marido, William Bonner, ajudou no diagnóstico de crise de ansiedade, já que ela antes achava que era labirintite. “Eu tinha uma sensação de zonzeira e isso está próximo ao meu processo de querer sair do jornal. Depois que comecei a fazer análise, acho que estava querendo criar uma justificativa para os outros que não queria mais a cadeira mais importante do jornalismo”, detalha, por fim.

Avalie o Artigo:
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.