Família diz que rapaz está preso por engano há 50 dias

A vítima apontou a fotografia como sendo a de um assaltante de cabelo curto e bigode. No entanto, Danilo usa cabelo grande com cachos trançados

0

Preso há 50 dias, o auxiliar administrativo Danilo Félix Vicente de Oliveira espera ter sua liberdade decretada em breve. De acordo com a defesa, o jovem, que completará 25 anos nesta terça-feira (29), está atrás das grades por um crime que ele nunca cometeu.

Preso por conta de uma foto de 2017

A defesa de Danilo sustenta que um jovem negro, morador de uma comunidade pobre de Niterói, Rio de Janeiro, e sem qualquer antecedente criminal, foi reconhecido por engano por conta de uma foto, feita em 2017. A imagem de uma rede social do jovem foi parar em um inquérito da 76ªDP de Niterói que apura crime de roubo ocorrido na noite do dia 2 de julho de 2020.

O auxiliar administrativo Danilo Félix usa cabelos cacheados há mais de um ano. (Foto: Reprodução)
O auxiliar administrativo Danilo Félix usa cabelos cacheados há mais de um ano, mas está preso por conta de uma foto com o cabelo curto, em 2017. (Foto: Reprodução)

A vítima apontou a fotografia como sendo a de um assaltante de cabelo curto e bigode que levou uma motocicleta, celular e dinheiro. No entanto, Danilo usa cabelo grande com cachos trançados. Além disso, de acordo com a defesa, no dia e horário do roubo, ele estava em casa com a família.

Leia também: Auxílio Emergencial: Caixa paga 4 ª parcela retroativa 

“Meu marido é uma pessoa tranquila. A gente não sabe como a foto dele foi parar na delegacia. Temos um filho de 1 ano, e o Danilo é um pai super presente. Meu filho pergunta direto pelo pai e eu não respondo, fujo do assunto. Eu fico sem saber o que dizer para o menino. Peço a Deus que o presente de aniversário do Danilo seja a liberdade dele”, revela Ana Beatriz Sobral Farias, de 21, mulher do acusado.

Defesa também alega que prisão de Danilo foi ilegal

Os advogados do caso, Cristiane Lemos e Breno Guimarães, alegam que a prisão do seu cliente foi ilegal. Isso porque, de acordo com a defesa, quando Danilo Félix foi preso não havia um mandado de prisão expedido pela Justiça.

“Prisão foi ilegal não havia mandado. Havia apenas um pedido de prisão preventiva baseado numa de fotografia de 2017. Ele foi preso no dia 6 de agosto, mas o mandado só foi expedido dia 7 de agosto. Entramos com um pedido de relaxamento de prisão e revogação da preventiva, que foi inicialmente negado pela Justiça. Mas, temos esperanças que o Danilo ganhe a liberdade. Temos provas da inocência dele”, disse ao jornal “Extra” a advogada Cristiane Lemos.

Segundo a família do auxiliar administrativo, Danilo Félix está preso atualmente no Presídio Evaristo de Moraes, também conhecido como galpão da Quinta da Boa Vista, em São Cristóvão. Ele divide uma cela com mais de 50 pessoas. Antes disso ele passou pelo Presídio José Frederico Marques, em Benfica, e pelo Presídio Tiago Teles, em São Gonçalo.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.