Ex-policial envolvido na morte de George Floyd é solto após pagar fiança

Tao Thao foi um dos quatro policiais demitidos e presos pela morte do homem negro. Ela pegou uma fiança de 750 mil dólares

1

O valor da fiança foi propositalmente alto. Mas mesmo assim, Tao Thao, um dos quatro ex-policiais envolvidos na morte de George Floyd, foi solto após pagar o montante de 750 mil dólares. Vale lembrar que Thao não foi o policial que apareceu com o joelho no pescoço de Floyd no vídeo que se espalhou.

Mesmo assim, ele estava na operação e foi preso logo depois de ter sido demitido do seu emprego. A informação é do jornal local “Star Tribune”, um dos mais importantes veículos de comunicação de Menneapolis, o local onde todo o caso está acontecendo.

Sua soltura não foi muito divulgada. Não se sabe, porém, se isso foi algum tipo de protocolo da justiça. O que se sabe é que o jornal descobriu que ele foi solto só depois de uma consulta aos registros da cadeia onde ele estava detido.

O policial tinha duas opções de pagamento de fiança. A primeira delas era pagar a bagatela de 1 milhão de dólares e responder todo o processo em liberdade. A segunda era pagar os 750 mil dólares e aguardar o julgamento em condicional. Os advogados escolheram esta segunda opção. Thao terá portanto que voltar a se apresentar à justiça no próximo mês de setembro.

Thao é o terceiro dos quatro policiais supostamente envolvidos na morte de George Floyd que conseguiu liberdade. Além dele, os ex-policiais Lane e Kueng já tinham conseguido a soltura. Dos quatro envolvidos, apenas Derek Chauvin está preso neste momento.

Fiança

A morte de George Floyd foi um dos grandes assuntos dos Estados Unidos neste primeiro semestre de 2020. Isso porque, o vídeo de um policial branco sufocando um homem negro se espalhou pelas redes sociais. Depois da morte de Floyd vários protestos foram registrados em todos os 50 estados do país. Além disso, inaugurou-se um debate sobre a derrubada de estátuas de escravagistas pelo país.

1 comentário
  1. […] no entanto, teve um final mais trágico e morreu ainda sob custódia policial. Quatro policiais estão sendo investigados pela ação. Na versão brasileira, a mulher teve fraturas nas duas pernas. O caso aconteceu na cidade de […]

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.