Ex-namorado de repórter da Record é preso após agredi-la em Goiás

Silvye Alves é apresentadora do 'Cidade Alerta' da TV em Goiás e teria sido agredida na frente do filho, de 11 anos de idade

0

Ricardo Hilgenstieler, ex-namorado da jornalista Silvye Alves, apresentadora do ‘Cidade Alerta’ da Record, em Goiás, foi detido na manhã desta segunda-feira (21), pela Polícia de Goiás. De acordo com a jornalista Fábia Oliveira, o empresário fugiria em um avião quando foi interceptado pelos policiais.

Noiva de Whindersson Nunes sobre morte do filho: “Aos poucos, o sorriso vai voltando”

De acordo com o relato da repórter, Ricardo teria invadido seu apartamento, na madrugada desta segunda-feira (21), e a agredido com socos, tapas e chutes, fugindo em seguida. O filho de 11 anos de Silvye foi testemunha de todo o suposto ataque.

Após as agressões, a âncora do ‘Cidade Alerta’ prestou queixa na 1ª Delegacia Especializada no Atendimento à Mulher (DEAM) de Goiânia. Em seguida, Silvye foi encaminhada ao Instituto Médico Legal (IML) para o corpo de delito.

Ricardo Hilgenstieler permanece detido e presta depoimento na DEAM.

Silvye Alves agradece ao apoio nas redes sociais

A repórter do ‘Cidade Alerta’ da Record agradeceu ao apoio dos internautas após ser vítima de agressão. Em pronunciamento, postado na manhã desta segunda-feira (21) no Instagram, ela diz que a situação é terrível, ainda mais para o filho que presenciou tudo:

Não está sendo fácil… A dor física só não é pior do que a dor na alma. A maior tristeza de tudo isso foi ver meu filho sofrer. Prometi nunca fazê-lo sofrer e hoje aconteceu o pior. Cessem o ódio, por favor, isso não leva a lugar nenhum.

A jornalista de 41 anos pediu que os internautas orassem por ela. Considerada um dos grandes nomes da Record em Goiás, Silvye ficará afastada do cargo por tempo indeterminado, até o andamento das investigações.

No stories do Instagram, a profissional dividiu relatos de fãs e de outros jornais, que mostraram apoio à sua situação atual. Veja!

 

 

Veja também: Anitta dá um chega pra lá em apoiadores de Bolsonaro após 500 mil mortes por Covid-19

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.